Quinta, 09 de Dezembro de 2021
Follow Us

Quinta, 18 Novembro 2021 16:24

Só aceitaria ser PGR se tivesse autonomia de abrir um processo contra o PR

O renomado advogado angolano, Sérgio Raimundo que tem sido o defensor de vários políticos arrolados em casos de corrupção, esteve no final da tarde de ontem, terça-feira, 16, a ser entrevistado na Rádio Essencial.

Numa conversa animada e descontraída, o advogado foi questionado se aceitaria ser Procurador-Geral da República, e respondeu que, nas condições actuais, não aceitaria ser Procurador-Geral da República, questionado se aceitaria em que condições, respondeu que só aceitaria o cargo se tivéssemos o figurino brasileiro, em que até um procurador tem autonomia de abrir um processo contra o presidente em exercício.

“Como aqui não é possível, não aceito nem ser procurador”, atirou.

O advogado negou que seja político, disse que neste momento não está filiado a nenhum partido, mas que foi militante do MPLA durante muitos anos.

“Nunca fui militante do MPLA como são muitos hoje, que vão aos comícios e poem camisolas do MPLA todos os dias, mas só estão lá por causa do tacho”, disse.

“Já fui político activo, fui comissário político, fui subdirector da escola política-militar, Comandante Gika e orgulho-me do meu passado. Já mobilizei tropas para fazer a guerra, fui chefe do Pessoal e Quadros do Comando Geral da Polícia, andei pelo país”, lembrou.

Sérgio Raimundo disse que tem o MPLA no coração e não muda de partido, e decidiu afastar-se da política porque entende que, enquanto profissional liberal, não pode ser um político activo.

O causídico disse ainda que não tem dinheiro nenhum como as pessoas pensam, e garantiu que não ganha nada com os processos que defende, e que está na justiça para fazer justiça, e não por ganhos financeiros.

“Faço muitas defesas gratuitamente, e grande parte destes processos mediáticos não são pagos… é que as pessoas estão muito viradas para os nomes, mas estas pessoas estão com as contas bloqueadas”.

Com mais de 50 advogados nos seus escritórios, entre Luanda, Benguela e Huíla Sérgio Raimundo já várias figuras que foram de primeira linha no tempo da outra senhora.

Perfil

Alberto Sérgio Raimundo nasceu em 1963 e é licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto. Tem pós-graduação em ciências jurídico-civis e é mestrando em ciências jurídico-criminais. É Docente de Direito Processual Penal e Direito Penal II nas faculdades de Direito das Universidades Agostinho Neto e Católica de Angola. NMC

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up