Sexta, 15 de Janeiro de 2021
Follow Us

Quinta, 26 Novembro 2020 14:20

A UNITA diz que arresto das suas contas visa sufocar dinâmica partidária

O presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, disse que o arresto das contas do partido são uma forma de tentar "asfixiar a dinâmica" do maior partido da oposição.

"Fomos informados do arresto nas contas da UNITA em Luanda, um arresto que nos diz que, todos os fantasmas, todos os argumentos estão a ser levantados no sentido de, mesmo com o abraço da ilegalidade, tentarem asfixiar a dinâmica da UNITA", disse o presidente do partido do "Galo Negro" na inauguração da sede da LIMA (braço feminino do partido), em Luanda, na quarta-feira, 25.

O Tribunal Provincial de Luanda bloqueou há dias as contas bancarias da UNITA nos bancos BPC e BIC com o argumento de que foi activado um processo de há cerca de quatro anos, movido por uma empresa privada que reclama pagamentos de serviços no âmbito do projecto da "TV Raiar".

A direcção da UNITA apercebeu-se do bloqueio das contas bancárias, a partir da cidade do Huambo, onde uma delegação chefiada pelo seu Presidente, Adalberto Costa Júnior, realizou este mês a II Reunião Ordinária da Comissão Política, quando tentaram realizar pagamentos para as despesas da delegação.

"Se já vínhamos acrescentando indicadores da diminuição daquilo que são factores do Estado Democrático e de Direito, o respeito por valores do Estado Democrático e de Direito, juntamos o uso do poder judicial, juntamos o uso também das instituições bancárias do nosso País. Porque, de facto, aquele arresto está muito para além da legalidade dos actos", acrescentou.

Mesmo com arresto de contas, o presidente da UNITA disse que o partido não ficou parado com a realização de várias actividades partidárias em todas as províncias. NJ

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up