Domingo, 13 de Junho de 2021
Follow Us

Domingo, 27 Outubro 2013 22:45

Porque razão Jose Eduardo dos santos não entrega Bento Kangamba a Interpol?

Bento dos Santos Kangamba, Sobrinho do Ditador Jose Eduardo dos Santos, e seu principal colaborador especial, particularmente, nas actuais ações de ameaças, raptos e ou assassinatos cometidos pelos famosos cancheches em Angola, Kangamba, e agora procurado pela Interpol, por trafego de prostitutas, drogas etc.

Francamente, JES, não devia perder mais tempo, com vista a entregar o delinquente Kangamba a Interpol, sob pena do ditador, ser também acusado, como mandante de Kangamba, para humilhar cidadãos honrados de países estrangeiros, e não só. Que devia o MPLA fazer, perante esta autentica humilhação, a que Kangamba, submeteu mais uma vez, o partido dos camaradas?

Bento Kangamba, e membro do comitê central, do partido MPLA. Por isso, o MPLA, deveria reunir-se de imediato, e extraordinariamente, com vista a suspender e ou expulsar Kangamba do seu partido.

Logo, forçar JES, a ter que entrega-lo, nos escritórios da Interpol em Luanda, com vista a criminaliza-lo, e ou eventualmente, extradita-lo para o Brasil, pais a partir do qual, o delinquente esperaria o pronunciamento das autoridades Francesas, Austríacas, Sul Africanas, Portuguesas e de eventuais outros países, em que Kanbamba teria traficado prostitutas, drogas etc.

Se o dito atrás não e verdade, estarão todos os membros do partido dos camaradas de acordo, com todas estas falcatruas, atrás de falcatruas, do sobrinho do ditador JES Kangamba?

Será verdade então, que o MPLA só tem mesmo gente corrupta, burra, e estúpida e não existem no MPLA, pessoas honradas e ou inteligentes, para convencer JES, de que este e o tempo do ditador partir, antes que não parta consigo, com gente honrada, que se supõe haverá no partido dos camaradas?

O que devem fazer os oficiais generais das Forcas Armadas Angolanas?

Para os oficiais generais Angolanos, especialmente aqueles que são honrados, que se supõe ainda existem em Angola, este e o momento de reavaliar, se de facto valeu a pena, ou não proteger e obedecer, o ditador JES.

Porque, o actual momento verdadeiramente turbulento, que Angola esta a viver, não só com o caso Kangamba, devera conduzir a que as Forcas Armadas Angolanas, a terem que impor a ordem em Angola, com vista a que o pais faca uma transição responsável, caso JES, não saiba gerir a actual situação, que se arrasta agora em vários países, desde Portugal, Brasil, Franca, Áustria, África do Sul e quem sabe, outros países mais virão à tona, quando tudo depende agora, das investigações que ainda estão em curso Ca fora.

Caso o MPLA, assim como as forcas armadas Angolanas, não façam patrioticamente a sua parte, com vista a salvarem o pais, deste precipício a que JES e sua família mergulharam Angola, então já faltaria pouco, para hajam motivos, por parte certos pais estrangeiros, com vista a que um dia, venham a sacar da Cidade Alta JES, numa situação muito pior, do que aquela que Laurent Gbabo, da Costa do Marfim, triste e humilhantemente viveu, antes de ser preso e enviado, para justiça internacional em Haia.

Angola e os Angolanos, especialmente a comunidade intelectual do pais, devem abrir o olho agora, antes que outros países estrangeiros, aragem motivos, para fazerem aquilo que os Angolanos deviam fazer, para salvar a nossa terra da ditadura, sem perder mais vidas humanas, desnecessariamente.

E preciso que o MPLA, saiba fazer as contas, juntar todos os resultados e logo, colocar todas as cartas na mesa.

Se Não vejamos: Quando se realizam eleições gerais em Angola, JES nega credenciar franjas importantes da sociedade civil, para supervisionarem o processo ele litoral, diplomatas, e quando proeminentes diplomatas, incluindo o ex-embaixador dos EUA em Luanda, são simplesmente espezinhados por JES, e logo, se diz que elas as eleições, foram um roubo, mas JES, nem sequer aceita investigar tais alegações, se auto-declara outra vez presidente, depois de 34 anos no poder, e hoje, Luanda, já nem sequer conta com um embaixador dos EUA, isto e boa noticia para Angola?

Ou, quando em Angola, se diz que existe a primeira bilionária Africana, e, esta e exatamente a filha do presidente JES, Isabel dos Santos, e que a fortuna desta, e proveniente da venda de ovos, será estas boas noticia para Angola?

De facto, quando um vice-presidente de Angola, Nando, se lhe nega a entrada nos EUA, e simplesmente e deportado para o seu pais, e logo, o outro Vice - Manuel Vicente vem para assembleia geral da ONU em Nova York, e nem sequer pode ser recebido, no Departamento de Estado dos EUA, ou se MV, entre vários outros membros do gabinete de JES, estão hoje sendo alvos de investigação em Portugal, e em vários outros países do mundo, desde quando e que esta, seria boa noticia para Angola?

Ou quando JES compra armas químicas, para aterrorizar manifestantes, correndo o risco de ser um dia Bombardeado pelo Ocidente, se JES, o fizer, uma vez que para os EUA, e para os Aliados, tal representaria o pisar da linha vermelha, isto e boa noticia, só para citar alguns exemplos?

Por falar das armas químicas, que JES, não se engane em usar tais armas, contra quaisquer manifestantes em Angola, porque ai seria castigado militarmente, em termos cirúrgicos pelo mundo, e nunca os Russos e Chinês, teriam tempo de acudi-lo, tal como fizeram com o tirano Assad da Síria.

Porque se JES, esfregou as mãos de contente, porque o outro ditador Assad da Síria se salvou dos Bombardeamentos, que JES, fique sabendo que Angola, não e a Síria. A nossa terra, não tem bolsas de terroristas.

Salvo agora, que JES, ajudou Angola, a proliferar Libaneses de origem duvidosa, que tem grandes mesquitas em Angola, ao mesmo tempo em que vão lavando impunemente dólares, pelo pais inteiro, sob olhar silencioso de JES.

Mas quer a UNITA, CASA-CE, PRS e toda a sociedade civil Angolana, não são e nunca serão terroristas. Pena, e que os partidos da oposição ao regime, estejam tão colados a JES, que podem correr o risco de um dia, todos virem sucumbir, no mesmo precipício com o ditador.

Ao contrario do ditador Assad, que a comunidade de inteligência Ocidental, ainda tem dificuldades de descortinar, os grupos terroristas que lutam contra Assad, em relação aqueles sobre os quais, os países civilizados, deveriam de facto contar, razão pela qual Assad, ainda esta vivo.

Porem, suas armas químicas, está sendo desarticuladas hoje, por equipas especiais da ONU, já no terreno em Damasco e outras partes da Síria. Voltando a vaca fria, qual deve ser o papel da "chamada oposição firme ao regime" incluindo a UNITA, perante este beco sem saída, a que JES, esta agora mergulhado?

Na minha opinião, a UNITA, CASA-CE, PRS, e toda a Sociedade civil, devem manter-se calmas e serenas por enquanto, a espera o que acontece com as investigações, que decorrem em Portugal, antes de usarem todas as ferramentas, que repousam na constituição Angolana, para duma vez por todas, pedirem a demissão de JES e de todo o seu governo.

Porque os Angolanos, não devem cair na trama de JES, de mandar anti-motins na rua, com o pretexto de que a oposição viola o segredo da justiça Portuguesa, tal como tem ocorrido ate agora.

De resto, como as grandes jornadas, sempre iniciam através dum grande passo, Brasil, já deu este passo. Porque Bento Kangamba, na verdade vai ser preso, queira JES, aceita entrega-lo ou queira não.

Resumindo e concluindo JES, deveria entregar imediatamente Kangamba, se quiser "atrasar por mais alguns meses," a sua própria queda.

A Interpol, e a Organização da Policia Criminal internacional, fundada Em Viena, Áustria em 1923, de cuja sede funciona hoje em Lion-Franca desde 1928.

Angola e membro da Interpol de 05 de Outubro de 1982.

Que Deus abençoe Angola

Orlando Fonseca

Analista Político e Colunista

Miami Florida

U S A

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up