Quinta, 25 de Fevereiro de 2021
Follow Us

Quarta, 27 Janeiro 2021 01:05

Humilhação do Higino Carneiro, vulgariza e enfraquece todo o generalato do MPLA

Quando o regime dos do MPLA, decidiu instalar o sistema corrupto, como a sua divisa/bandeira, para a (des)governação de Angola, a ideia era a de que todos os membros do governo do eixo do mal Angolano, das elites do MPLA, incluindo os generais, nomeadamente o actual presidente Angolano, iriam fazer parte do banquete.

Banquete esse de cuja a consolidação, ocorreu logo após, a assinatura dos acordos de do Luena, alcançados entre os do MPLA e  os da UNITA, em 2002, com a morte  em combate, do líder do galo negro Dr Jonas Savimbi.

Logo, para combater um sistema corrupto/cleptocrata, verdadeiramente institucionalizado e instalado, como modo de vida, de todos os governantes dos do MPLA, para o efeito qualquer líder, que se prese, quer fosse originário do mesmo sistema, ou da oposição e que se propusesse a combater a corrupção em Angola, tal líder, teria de ser verdadeiramente inteligente, imbuído de uma apurada sabedoria, com vista ser pragmático, contando para o efeito, com o apoio ou a colaboração de todas as forças vivas da terra Angolana.

Porém, quando assistimos de maneira inusualmente irónica, algum Chico esperto, como o trungungueiro, ditador aprendiz Angolano, do tipo JLO, sendo ele próprio, um natural participante do habitual banquete público, dos dinheiros de Angola, que paradoxalmente JLO, se aventura, determinado a combater generais, de cujo o Curriculum, é de longe maiúsculo, se comparado com o do Sr JLO, como é o caso do general Higino Lopes Carneiro, que JLO, simplesmente pretende prender, com vista a sua humilhação pública, em nome de uma selectiva luta contra a corrupção em Angola.

Quando actualmente, JLO continua a (des) governar a nossa terra, para o efeito, usando o mesmo sistema corrupto, da cleptocracia que, que deixou Angola, na actual destruição do seu tecido infraestrutura, humano, social, etc.etc.

Por isso, eu apelo a todos os generais Angolanos, no activo, na reserva e ou na reforma, com vista a se unirem pelo vosso o dever moral do quartel, com vista a solidarizarem-se, entre generais, soldados, praças sargentos, etc., cerrando fileiras, em torno, não apenas do general Higino Carneiro, se não em torno de todos outros generais do exército Angolano, com vista a que humilhações, como a que viveu recentemente, o general Bento Kangamba, que JLO, patrocinou através dos miúdos aventureiros pertencentes, aos civis da PIDE-DS ou SIC, uma humilhação ocorrida muito recentemente no Sul de Angola.

É urgente, que seja necessário, que o espirito do quartel, que vocês aprenderam, vos possa unir a todos os generais, e que tal espirito, seja activado em Angola, para que um general corrupto, criminoso como JLO, que está simplesmente escondido ali no Casuno dos Marimbondos, na continuação do habitual banquete público, dos dinheiros de Angola, com a sua esposa Ana Dias Lourenço, lavando dinheiro/incluindo dólares Norte Americanos.

Lavagem de dinheiros esse, hoje, estão as vistas de todos, até mesmo dos EUA, de cuja a mansão aqui comprada, pela família do problema Angolano, os gatunos Lourenço, trouxemos a público, para os Angolanos e para o mundo verem.

Logo, torna-se urgente, que os generais enviem uma clara mensagem ao aventureiro de JLO, de que atacar qualquer general do exército Angolano, escondendo-se nas saias de um sistema corrupto, como modo de vida de todos em Angola, incluindo o modo de vida de da família Lourenço, repito prender um general ou generais, desta forma, simplesmente significa inveja, da parte de JLO, com vista a destruição de todos generais que não são do agrado do nosso ditador.

Por isso, todos absolutamente todos os generais, se devem solidarizar em Angola, porque se hoje JLO, está a humilhar HC, amanhã poderia ser a vez de general Miala, do general Pedro Sebastião, do general Toka entre outros.

Logo, essa é única e última hora, para se parar com as aventuras do Sr JLO e sua mulher Ana Dias, a verdadeira presidenta de Angola, tal como de resto reconheceu a própria irmã de JLO, a veterana diplomata D. Edith do Sacramento Gonçalves Lourenço Catraio, porque na verdade Angola, não está a necessitar de um presidente aventureiro, pouco pensante, verdadeiramente desinteligente, incapaz de ler os sinais dos tempos, como é o caso do inocente trungungueiro de JLO.

Solidariedade entre oficiais, generais, sargentos, soldados, praças, no activo, na reserva, ou na reforma, necessita-se em Angola, com vista a se parar urgentemente, com a ditadura, do tipo Norte Coreana, de JLO e sua mulher, (presidenta Ana Dias Lourenço).

Que Deus abençoe Angola e todos os filhos e filhas de Angola

Por Orlando Fonseca

Miami Sul da Flórida - USA

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up