Domingo, 21 de Abril de 2024
Follow Us
Destaque

Destaque (688)

O Presidente angolano aprovou hoje uma remuneração suplementar de 30.000 kwanzas (33 euros) para os funcionários públicos e agentes administrativos do regime geral da função pública, que entra em vigor a partir de 01 de junho.

As centrais sindicais angolanas anunciaram hoje, em Luanda, que os trabalhadores vão voltar a paralisar, entre 22 e 30 de abril, face à falta de resposta do Governo às exigências apresentadas, essencialmente a atualização salarial.

O Procurador-Geral da República (PGR) angolano desvalorizou hoje, em Luanda, a decisão que declarou inconstitucional o julgamento do caso "500 milhões", envolvendo o filho do antigo Presidente José Eduardo dos Santos, considerando que "motiva a fazer melhor".

Organizações Não-Governamentais (ONG) angolanas condenaram hoje o ataque à caravana da UNITA (oposição) na província do Cuando-Cubango, considerando que o ato “mancha” o processo de reconciliação nacional no mês do 22.º aniversário da paz.

Depois de o Tribunal Constitucional ter chumbado "mais uma vez" o projecto político PRA-JA servir Angola, no princípio deste mês, o seu coordenador, Abel Chivukuvuku, anuncia avançar este final-de-semana com outra denominação "PRA-JÁ Força Angola" para contornar os obstáculos criados no Tribunal Constitucional (TC).

Nuno Dala, deputado à Assembleia Nacional pelo Grupo Parlamentar da UNITA, reagiu ao Novo Jornal ao envio, pelo Tribunal Supremo (TS), à Assembleia Nacional (AN), do processo sobre a retirada das suas imunidades.

A UNITA anunciou que o ataque de hoje à caravana de deputados do principal partido da oposição angolana causou nove feridos, cinco dos quais graves, e dois desaparecidos, corrigindo a informação inicial que dava conta de um morto.

Uma pessoa morreu e seis ficaram feridas num ataque armado a uma caravana da UNITA, na província angolana do Cuando Cubango, segundo o líder da bancada parlamentar do partido da oposição angolana.

Constituição e estatutos do MPLA determinam que João Lourenço estará inevitalmente afastado da liderança do país e do partido, depois de 2027. Estatutos fixam que o actual líder dos ‘camaradas’ não pode avançar com alterações num congresso extraordinário para apresentar-se como candidato à liderança do partido dentro de dois anos.

Angola tem menos recursos cambiais disponíveis devido à oscilação do mercado da principal commodity e aos compromissos com o financiamento externo, admitiu, terça-feira, na Matala, província da Huíla, o ministro de Estado para a Coordenação Económica, José Massano.

Página 1 de 50