Quinta, 18 de Julho de 2024
Follow Us

Quarta, 31 Mai 2023 21:48

UNITA acusa MPLA de pagar manifestação contra Adalberto Costa Júnior

Uma manifestação contra a liderança do presidente do maior partido na oposição em Angola, foi reprimida por indivíduos não identificados.

A UNITA diz que a manifestação foi organizada por “agentes do regime”.

Adalberto, fora, fora, , fora, , fora, , fora, , fora...”, foram com essas palavras, que mais de duas dezenas de cidadãos protestaram na manhã desta quarta-feira, 31, na Vila de Viana, em Luanda, contra a liderança de Adalberto Costa Junior, actual presidente da UNITA.

O protesto que teve no comando supostos militantes da UNITA, que até ao momento, se negam a dar o rosto e voz, foi dispersado por um outro grupo também não identificado, que não concorda com o protesto.

Abílio Kamalata Numa, secretário nacional dos Antigos Combatentes da UNITA, afirma que os verdadeiros militantes da UNITA, não vão permitir que "as milícias ligadas ao regime angolano manchem a imagem da UNITA".

É outra vez o regime que paga dinheiro público a esses mercenários, esses não vão levar nada”, disse.

Numa acusou o MPLA de pagar indivíduos para se manifestarem contra Adalberto da Costa Junior e que só em congresso, Costa Junior, pode ser substituído.

"Nós somos um partido que não se esquiva de fazer congressos e não é perante este estilo de mercenários que a UNITA vai se vergar”, disse.

O porta-voz do MPLA disse que a UNITA deveria levantar qualquer questão que tenha na Assembleia Nacional

Angola, como qualquer democracia moderna, tem um espaço privilegiado de debate e concertação, que é a Assembleia Nacional”, disse Rui Falcão para quem “todos os assuntos devem ser tratados a esse nível, tal como tem sido dito pelo Presidente do Grupo Parlamentar” “Assuntos sérios devem ser tratados de forma séria e não com mentiras e falácias”, acrescentou. VOA

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Quinta, 01 Junho 2023 12:39