Quarta, 27 de Mai de 2020
Follow Us

Quarta, 20 Mai 2020 14:59

Angola e a maldita oportunidade dos negros se governarem entre eles

Antes de me alongar peço desculpas aos alérgicos, que não gostam de ouvir nada á ser tratado pelo seu verdadeiro e próprio nome. Como aos mais sensíveis que xinguila por tudo e por nada, assim como também aos que se partem facilmente como se fossem de vidro

Quando as vezes me recordo de que o colono branco ao menos tratava bem o colonizado negro porque sabia que precisava dele para o colonizar. Manos, é mesmo aí onde a saudade bate e não tenho problemas em dizer que se pudesse escolher escolheria o branco como meu colonizador.

Digam lá o que quiserem, os gostos de cada um não se descontem, respeitam -se. Eu vivi o colonialismo branco e uma parte do colonialismo negro e quando comparo um com o outro á conclusão a que chego é que o colonialismo branco foi de longe mais humano e melhor.

Um país destes como Angola tão abençoado por recursos naturais onde há de tudo um pouco para se tornar numa grande potência em África. Quem sabe mesmo no mundo maldita é sim a riqueza deste país totalmente nas mãos de criminosos.

Tudo a ser saqueado seja por multinacionais e nações estrangeiras assim como pela própria negralhada, angolanos, caboverdianos, santomenses. Todos misturados se esfarrapando entre eles, quase todos correndo por detrás das mesmas riquezas onde vale tudo e até mesmo se matarem entre eles.

O país está perdido como um calhau num deserto e ninguém ainda sabe se já foi vendido ao chinês, se com os angolanos todos lá dentro. Ou se somente o venderam com as mulheres angolanas todas lá dentro para instrumento de adorno e prazer para os amigos estrangeiros ou não?

Que raio de negros que somos, que mesmo depois do branco nos ter tirado da condição de macacos. Ainda não conseguimos enxergar de que somos donos de país com tudo para sermos felizes na nossa própria terra?

Por Fernando Vumby

Rate this item
(14 votes)

Log in or Sign up