Quinta, 25 de Abril de 2024
Follow Us

Quinta, 15 Fevereiro 2024 19:54

Angola volta a emitir cartões de refugiados após interregno de 10 anos

O Governo angolano voltou a emitir cartões de refugiados após um interregno de dez anos e entregou 1.200 cartões desde o arranque do processo, em setembro de 2023, noticiou hoje a imprensa angolana.

“Na última semana tivemos uma reunião com o ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados) e foram já distribuídos mais de 1.200 documentos em Luanda”, onde o processo começou, disse a Secretária executiva da Comissão Episcopal da Pastoral para os Migrantes e Itinerantes (CEPAMI) de Angola e São Tomé, Carla Luísa Frei.

Os cartões “ainda não chegaram a outras províncias, mas na capital já decorre essa regularização”, referiu a mesma responsável citada pela Emissora Católica de Angola.

Para a missionária brasileira, o reinício deste processo, dez anos depois, constitui motivo de alegria para a CEPAMI e também para os milhares de refugiados residentes em Angola.

“Agora o Governo começou a regularizá-los, dez anos depois, dando o cartão de refugiado para viverem de forma regular no país e que os identifique de facto”, realçou.

Segundo a secretária da CEPAMI, residem atualmente em Angola cerca de 56.000 refugiados e emigrantes requerentes de asilo de vários continentes do mundo, a maioria africanos, com destaque para a Republica Democrática do Congo (RDCongo).

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Quinta, 15 Fevereiro 2024 22:08