Terça, 16 de Julho de 2024
Follow Us

Quarta, 27 Setembro 2023 22:18

Hoteleiros angolanos queixam-se das baixas taxas de ocupação e falta de créditos bonificados

Hoteleiros angolanos queixaram-se hoje das baixas taxas de ocupação, ausência de créditos financeiros bonificados, falta de uma central logística e de energia e água canalizada, em algumas zonas, para alavancar o setor.

A preocupação vem expressa numa declaração da Associação dos Hotéis e Resorts de Angola (AHRA) alusiva ao Dia Mundial do Turismo, que hoje se assinala, na qual garantem trabalhar para melhorar o ambiente de negócios em Angola.

Segundo a AHRA, as celebrações do Dia Mundial do Turismo constituem um momento especial por este órgão ser, desde 2017, membro filiado da Organização Mundial do Turismo (OMT) e por integrar também o comité empresarial da OMT.

"Continua a ser nosso propósito trabalhar para ajudar a melhorar o ambiente de negócios em Angola e viabilizar este importante segmento da indústria hoteleira", refere-se na nota.

A AHRA afirma que, "infelizmente", ainda existem no setor "baixas taxas de ocupação, ausência de créditos financeiros bonificados, falta de uma central logística de apoio aos hoteleiros e restauração e, em alguns lugares, ausência de água canalizada e eletricidade".

Contudo, a associação diz que continua a dialogar com o Governo para encontrar "as melhores vias" para a viabilização dos negócios nesta área e realça o papel do Presidente angolano, João Lourenço, pelo encontro que manteve recentemente com uma delegação da AHRA, que visou "auscultar os problemas do setor e definir uma estratégia de impacto imediato".

Estes operadores hoteleiros saúdam a isenção de vistos de entrada para Angola dos países do G20, Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e outros, assim como a facilitação de vistos.

A associação refere, ainda, na declaração assinada pelo seu presidente, Ramiro Barreira, que continua empenhada no diálogo bilateral e, através do Grupo Técnico Empresarial com o executivo, na busca de soluções duradouras para o setor.

"Saudamos igualmente o papel do Conselho Económico e Social (órgão de consulta do Presidente angolano) em ajudar o crescimento e desenvolvimento sustentável do turismo em Angola, assim como as instituições do Estado", assinalam na declaração.

Para os hoteleiros, com a abertura do Novo Aeroporto Internacional de Luanda (NAIL) "abrem-se novas perspetivas para que Angola sirva de plataforma do turismo africano e internacional com todos os benefícios" que daí advêm para o setor.

As celebrações do Dia Mundial do Turismo decorrem sob o lema "Turismo e Investimento Verde".

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Segunda, 20 Novembro 2023 22:42