Terça, 23 de Abril de 2024
Follow Us

Segunda, 27 Março 2023 15:13

Novo aeroporto internacional entra em funcionamento este ano

O novo Aeroporto Internacional de Luanda Dr. António Agostinho Neto entrará em funcionamento no fim do corrente ano (2023), afirmou, esta segunda-feira, o Presidente da República, João Lourenço.

O novo aeroporto internacional ocupa uma área de 1.324 hectares e terá capacidade para 15 milhões de passageiros e um volume de mercadorias de 50 mil toneladas por ano.

Em declarações à imprensa, no final de uma visita de algumas horas a infra-estrutura, o Chefe de Estado manifestou-se satisfeito com a evolução física dos trabalhos.

“Teremos o aeroporto no final do ano. Vamos inaugurá-lo”, afirmou, sem avançar uma data fixa.

Durante a visita, João Lourenço reuniu com os membros da Industria de Avião da China (Aviation Industry Corp of China - AVIC), instituição responsável pela obra.

Relativamente ao mobiliário, o Presidente angolano disse que até a data da inauguração, o aeroporto estará em condições de servir os passageiros.

João Lourenço reiterou que, para satisfazer a movimentação de passageiros, tendo em conta o potencial do novo aeroporto, estão em curso negociações com a construtora de aviões norte-americana Boeing, para a aquisição de novos aparelhos.

“Estamos a negociar com a Boeing. É uma negociação que já leva algum tempo e queremos acreditar que desta vez, sim, vamos acabar por negociar um novo pacote de aviões Boeing para longo curso”, explicou.

Durante a visita guiada, acompanhado por membros do Executivo, João Lourenço inspeccionou o edifício de gestão de navegação aérea e aeroportuária, centro de controlo regional e de controlo integrado, terminal de passageiros, zona de embarque, áreas comercial, de check-in, vip, de rastreio, de recolha de bagagem, de desembarque doméstico e regional, entre outras.

O novo aeroporto possui duas pistas duplas e está dimensionado para receber, entre outras, aeronaves do tipo B747 e A380, actualmente o maior avião comercial.

A pista sul, a maior do aeroporto, tem quatro mil metros por 60 de largura, e recebeu, em Junho de 2022, o primeiro vôo experimental de uma aeronave do tipo Boeing 777 da companhia de bandeira nacional TAAG.

O projecto do aeroporto contempla a construção, de raiz, de uma cidade aeroportuária que cobrirá uma área de 75 quilómetros quadrados.

A última visita do Presidente João Lourenço as obras do novo aeroporto aconteceu em Dezembro de 2022.

Execução física e financeira de 82%

A execução física e financeira do novo Aeroporto Internacional de Luanda, Dr. António Agostinho Neto, está à volta de 82%, com previsão de inauguração para este ano, anunciou esta segunda-feira o ministro dos Transportes, Ricardo d'Abreu.

Erguido numa área de 1.324 hectares, na zona do Bom Jesus, município de Icolo e Bengo, em Luanda, o aeroporto conta com um orçamento previsto na ordem de 2.8 mil milhões de dólares americanos.

A infra-estrutura vai ter vários serviços como hotéis, transporte ferroviário, postos da Administração Geral Tributária (AGT), Serviços de Protecção Civil e Bombeiros e um parque de automóveis, com capacidade de 1000 viaturas.

Segundo dados disponíveis, o aeroporto, que movimentará um volume de mercadorias de 50 mil toneladas ano, está dimensionado para receber aeronaves do tipo B747 e A380, actualmente os maiores aviões comerciais.

Falando aos jornalistas, no final de uma visita efectuada pelo Presidente da República, João Lourenço, com o objectivo de constatar o nível de execução da obra, o ministro dos Transportes frisou que estão a ser feitos esforços para conclusão do projecto, dentro do cronograma que está definido.

Ricardo d'Abreu fez saber que o Presidente da República recomendou o contínuo trabalho e que haja “um espírito de coordenação e de equipa, porque uma infra-estrutura como o aeroporto é, certamente, das mais complexas que existem e que não depende de um sector, exclusivamente, mas de várias especialidades”.

O ministro fez saber que existem projectos de curto, médio e longo prazo, relativos a acessibilidades, onde fazem parte os ministérios dos Transportes, Interior, Obras Públicas, Urbanismo e Habitação e do Governo Provincial de Luanda.

Em relação ao processo de certificação, informou que está em curso, com destaque para a constituição de uma equipa, onde está a ser usada a metodologia “Orate”, que na prática é a transferência de um projecto, em fase de empreitada, para fase de operação.

“(…) Estamos também a desencadear os procedimentos para o concurso público internacional para a concessão do novo aeroporto internacional e, paralelamente a isso, temos o processo de certificação que é feito em simultâneo”, enfatizou.

Terminal de Passageiros

O edifício do terminal de passageiros está dividido em três terminais, sendo dois internacionais (um para a companhia de bandeira e outro para as demais companhias aéreas), e um terceiro para voos domésticos e regionais, estando previstas a instalação de 31 mangas, sendo 19 instaladas na primeira fase.

A área de partidas é constituída por seis ilhas para 94 balcões de check in, sendo instalados, na primeira fase, 64, e 40 para os serviços migratórios, bem como 10 equipamentos de leitura digital (passa fácil).

Dispõe ainda de uma área comercial constituída por 8 Lounges (estabelecimentos de venda), “Duty Free”, de aproximadamente 1 800 metros quadrados e 10 espaços para comércio e restauração.

A área de chegadas é constituída por 30 balcões para os serviços migratórios, 10 equipamentos de leitura digital (passa fácil), 9 tapetes rolantes de bagagem (6 na primeira fase) e 2 fora de formato.

O lançamento da primeira pedra para construção do Aeroporto Internacional D.R António Agostinho foi realizado em 2015, e tem previsto a realização do primeiro voo de passageiros, no final de 2023, após a conclusão do processo de certificação.

Durante a visita guiada, acompanhado por membros do Executivo, João Lourenço inspeccionou o edifício de gestão de navegação aérea e aeroportuária, centro de controlo regional e de controlo integrado, terminal de passageiros, zona de embarque, áreas comercial, de check-in, vip, de rastreio, de recolha de bagagem, de desembarque doméstico e regional, entre outras.

O projecto do aeroporto contempla a construção, de raiz, de uma cidade aeroportuária que cobrirá uma área de 75 quilómetros quadrados.

Estações e ramal ferroviário

Sobre o projecto integrado de cinco estações de conexão ferroviária para ligar o centro da cidade ao Novo Aeroporto Internacional de Luanda.

A explicação do projecto, que abarca também a construção de um ramal ferroviário, foi dada ao Chefe de Estado angolano durante uma visita ao novo aeroporto, destinada a constatar o nível de execução da infra-estrutura.

As estações de conexão ferroviária estão avaliadas em 255 milhões de dólares americanos, enquanto o ramal ferroviário está orçado em 162 milhões de dólares, incluindo o projecto comunicações e sinalização.

O ramal terá um viaduto especial com uma linha dupla ferroviária de 3,07 quilómetros de largura. A velocidade projectada para os comboios é de aproximadamente 120 quilómetros por hora.

Baptizado Aeroporto Dr. António Agostinho Neto, a infra-estrutra está localizada na zona do Bom Jesus, município de Icolo e Bengo, em Luanda.

O mesmo ocupa uma área de 1.324 hectares e terá capacidade para 15 milhões de passageiros e um volume de mercadorias de 50 mil toneladas por ano.

A última visita do Presidente João Lourenço, às obras do novo aeroporto, aconteceu em Dezembro de 2022.

Rate this item
(0 votes)