Quarta, 28 de Setembro de 2022
Follow Us

Segunda, 01 Agosto 2022 11:28

Presidente angolano lamenta morte de general “Sukissa”

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, lamentou hoje a morte do general Jorge Manuel dos Santos “Sukissa”, que descreveu como “militar dedicado” e comprometido com a defesa da independência e soberania do país.

O general Jorge Manuel dos Santos "Sukissa", Comandante da Marinha de Guerra Angolana, morreu no domingo, vítima de doença.

“Diante da perda de tão ilustre filho da Pátria e nesta hora de luto e dor, o Presidente da República e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, inclina-se perante a sua memória e apresenta à família enlutada e às Forças Armadas Angolanas as mais sentidas condolências”, lê-se na nota enviada pelos serviços de imprensa da presidência angolana.

A mesma nota destaca o “legado valioso” do general Sukissa que deve inspirara as novas gerações de militares e dos cidadãos em geral, “na perspetiva da disposição para a defesa abnegada do país e da contribuição para a sua estabilidade e desenvolvimento”.

Assinala ainda que o General "Sukissa", se comprometeu desde cedo com a causa da defesa da independência, da soberania e da integridade territorial do país, desempenhando diversas funções de comando, direção e chefia, “com brio, dedicação e patriotismo invulgar que lhe granjearam o respeito e admiração da classe castrense e do povo angolano”.

EMG das FAA lamenta morte 

O Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (EMG/FAA) manifestou este domingo a sua consternação com a morte do general Jorge Manuel dos Santos "Sukissa", comandante da Marinha Angolana (MGA), vítima de doença, em Luanda.

Em nota de condolências o EMG/FAA afirma que o general Sukissa deu entrada, no sábado, na Clínica Sagrada Esperança após complicações de foro clínico, tendo sido prontamente assistido pelo corpo médico daquela unidade de saúde, onde viria a falecer este domingo.

"Perante este infausto acontecimento, nesta hora de luto e dor, o Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas apresenta as mais sentidas condolências à família enlutada e à Marinha de Guerra Angolana", adianta.

Percurso Militar

Formou-se na Escola Superior de Inter Armas no Huambo e na escola Superior de Estratégia de Campo de Batalha, na Académia de Defesa Nacional da China.

Fez o curso Superior de Direcção Militar e de Estado-Maior na Académia Militar do Estado-Maior General da Federação da Rússia, com graduação em Ciências Políticas.

Em Angola, fez ainda os cursos de Liderança, Comando do Exército, de Estratégia e Arte Operativa, Comando do Exército e de
Línguas faladas: Portuguesa, Espanhola, Francesa e Russa.

Na sua folha de serviço, exerceu os cargos de comandante do Comando Operacional (COP) da Lunda Norte e Lunda Sul.

Exerceu também as funções de comandante da 1ª Região das Tropas de Guarda Fronteira de Angola (TGFA) e de delegado e comandante da Policia Nacional na província do Huambo.

Rate this item
(1 Vote)