Terça, 16 de Julho de 2024
Follow Us

Quarta, 19 Junho 2024 22:16

Agente do SIC mata três membros da mesma família após confundi-los com bandidos

Um agente do Serviço de Investigação Criminal (SIC) está a ser acusado de ter matado três indivíduos da mesma família — um homem de 65 anos, o seu filho e um sobrinho —, na madrugada desta quarta-feira, 19, no município do Cazenga, em Luanda.

O trágico incidente ocorreu na rua do Bar Matembo, no bairro do Curtume, por volta das 02h00, quando as vítimas, que saíam de um óbito, foram confundidas com meliantes pelo agente do SIC.

Segundo testemunhos locais, o homem de 65 anos, morto defronte à sua residência, havia se queixado de cansaço no local do óbito, tendo a seguir pedido ao filho e ao sobrinho que o acompanhassem até a casa.

Ao chegarem à sua residência, o efectivo do SIC os confundiu com marginais, quando um dos jovens decidiu saltar o muro do quintal para abrir a porta. Foi nessa altura que o agente efectuou alguns disparados, atingindo as três vítimas.

Dois dos alvejados morreram no local e um outro chegou a ser socorrido, tendo falecido já a caminho do Hospital Municipal dos Cajueiros, nos arredores da zona do ‘Tanque do Cazenga’.

Fontes populares avançaram que, após o sucedido, o autor dos disparos contra os três membros da mesma família se colocou em fuga, não se sabendo até agora o seu paradeiro.

O porta-voz do SIC-Geral, superintendente Manuel Halaiwa, que confirmou a ocorrência, garantiu à imprensa, nesta quarta-feira, que uma equipa já se encontra no terreno a apurar os detalhes dos acontecimentos.

Entretanto, sabe-se que, por volta das 09h00 desta quarta-feira, alguns populares chegaram a impedir a remoção dos cadáveres, o que veio a resultar em confronto com os efectivos da Polícia Nacional, que se encontrava no local a garantir a segurança pública.

Os relatos confirmam ter havido confrontos violentos envolvendo efectivos da PN e populares, o que teria levado os efectivos das forças de defesa e segurança a disparem balas de borrachas para dispersar a população. Um jovem acabou atingido no peito, mas segue internado no hospital dos Cajueiros, para onde foram levados os cadáveres.

Rate this item
(1 Vote)