Domingo, 26 de Mai de 2024
Follow Us

Domingo, 14 Abril 2024 12:38

Governo do Cuando Cubango pede colaboração dos partidos políticos com PN

O Governo da província do Cuando Cubango apelou, este sábado, aos partidos políticos para colaborar com as forças da ordem na programação das suas actividades de massas, visando garantir o seu asseguramento e a segurança pública.

O apelo vem expresso num comunicado chegado à ANGOP, em Menongue, em reacção ao incidente ocorrido na comuna do Longa, onde uma caravana de militantes e deputados da UNITA foi atacada por populares quando tentava cumprir uma jornada político-partidária.

Na nota, o Governo Provincial aconselha os partidos políticos a solicitar, previamente, o apoio da Delegação do Ministério do Interior sempre que programarem actividades de massas, para que os órgãos competentes procedam ao devido asseguramento.

Realça que, com uma melhor interacção, a Polícia teria como proteger os cidadãos e os seus bens, com vista à manutenção da ordem e da tranquilidade públicas.

O Governo provincial refere que tomou conhecimento, através das redes sociais, de um suposto ataque de arremesso de pedras e paus contra a caravana do Grupo Parlamentar da UNITA, num incidente ocorrido na EN-280, no troço Longa-Cuito Cuanavale, por volta das 10 horas de sexta-feira.

Conforme a nota, ao contrário do que se propalou, não houve mortes, tendo-se constatado o registo de quatro feridos, dos quais um socorrido pelas forças policiais para o Posto Médico Comunal e posteriormente para o Hospital Geral de Menongue e orientou-se imediatamente o reforço de medidas operacionais com as forças da Unidade de Reacção e Patrulhamento, para a consolidação da situação.

O documento indica  que o Governo Provincial tomou conhecimento que aos órgãos do Ministério do Interior não foram solicitados para efeitos de escolta, para que a Polícia Nacional procedesse ao asseguramento da referida caravana.

Ainda assim, acrescenta, tão logo tomou conhecimento, foram accionados os serviços do Comando Provincial da Polícia Nacional que fez deslocar ao local um dispositivo policial, tendo constatado que se tratou de um acto protagonizado por cidadãos comuns não filiados a qualquer formação política, que arremessaram objectos sólidos à referida caravana.

“Os órgãos da Polícia estão a trabalhar arduamente, no sentido de identificar os autores, a fim de serem responsabilizados criminalmente”, conclui a nota.

A UNITA também já confirmou a inexistência de qualquer morte neste incidente.

Rate this item
(1 Vote)