Segunda, 17 de Junho de 2024
Follow Us

Quarta, 26 Abril 2023 22:24

SIC detém director do Museu do Dundo após desaparecimento da peça Mwana Pwo

Ilunga André Ilunga André

O director-geral do Museu Regional do Dundo, Ilunga André, na província da Lunda-Norte, foi detido na sua residência, esta quarta-feira, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), por estar alegadamente envolvido no desaparecimento da máscara feminina, Mwana Pwo, uma das mais valiosas peças do acervo daquela instituição.

Após o desaparecimento da máscara feminina, nem o SIC, nem o advogado do acusado, nem os funcionários do museu aceitaram prestar declarações à imprensa, uma vez que ainda decorre a investigação.

Mwana Pwo é uma peça que consta de um conjunto de oito artefactos que tinham sido ilicitamente exportados para a Europa, na década de 1990, mas que foram recuperadas pela Fundação Sindika Dokolo, a partir do Reino da Bélgica, tendo sido devolvidas ao Museu Regional do Dundo, em 2019, através do Ministério da Cultura e Turismo.

Fontes contactadas pelo Jornal de Angola explicaram ainda que o artefacto desapareceu há quatro dias, depois do falecimento de um funcionário daquela instituição, que era o responsável pelas chaves da área onde se encontrava guardado o material e onde também fica o cofre onde ficam depositados diamantes destinados para uma exposição especial.

Com um acervo etnográfico de maior dimensão científica, cultural e histórica, o facto de ter à sua guarda colecções de Etnografia, Arqueológicas e de Biologia Natural faz com que o Museu Regional do Dundo ostente um estatuto multidisciplinar, incluindo pela influência na preservação e na divulgação dos costumes das comunidades etnolinguísticas Lunda e Cokwe.

Ainda não foi ouvido pelo Ministério Público

O advogado de defesa de Ilunga André, Wilson Mucapola, disse que o seu cliente continua detido nas celas do SIC municipal do Chitato.
"O meu cliente ainda não foi ouvido pelo magistrado do Ministério Público junto do SIC. Por isso, está fora de questão a aplicação da medida de coacção penal gravosa. Por enquanto não podemos prestar mais declarações", afirmou.

Disse que foi feito o trabalho de peritagem pelo SIC para que se possa apurar a verdade dos factos das acusações contra o acusado.

Rate this item
(0 votes)