Sexta, 09 de Dezembro de 2022
Follow Us

Segunda, 21 Novembro 2022 21:54

ENNA-E.P: Funcionários denunciam técnicos admitidos em 1974 que ganham salários na empresa e no INSS

Uma denúncia enviada ao Angola24Horas, dá conta que técnicos da Empresa Nacional de Navegação Aérea (ENNA-E.P), com quase 50 anos de exercício não vão à reforma por alegada cumplicidade do Conselho de Administração desta empresa, concorrido com a inoperância do sector dos Recursos Humanos da mesma.

De acordo com a denúncia, contrariando todos os dispostos da Lei Geral de Trabalho, a gestão da ENNA-E.P (Empresa Nacional de Navegação Aérea) continua “fazendo das suas”, como se de uma empresa de amigos se tratasse.

É, segundo as mesmas informações, inexplicável que alguém com 48 anos de serviço ou seja, que começou a trabalhar em 1974 na mesma área e já goza dos benefícios do INSS, mas ainda aufere na ENNA salário de milhões.

Diz tratar-se de funcionários que já não executam trabalho Técnico, mas têm estado a beneficiar-se de formações no exterior do país, tudo devido às ajudas de custo de 250 dólares por dia, em detrimento dos jovens que laboram em regime de turno, sem benefícios de tal formação essencial para assegurar os serviços de navegação aérea.

Tal mal só acontece, segundo a denúncia, devido à área dos recursos humanos que não funciona nesta empresa. “Vemos todos os anos oficiais generais, indo para a reforma, de acordo a lei e nesta empresa acontece o contrário. Se são especiais, como se justifica os projectos serem elaborados por expatriados”?, questiona.

Os Senhores Mariano Airosa de Oliveira admitido em 1974, Mbunga Siku admitido em 1980, Francisco Guerreiro, Joaquim Cunha, Costa Lima e muitos outros, estão a trabalhar a mais de 40 anos no activo, sob a cumplicidade do Conselho de Administração da ENNA-E.P.

Ficamos por aqui, voltamos dentro em breve, tem mais coisas para revelar…

Rate this item
(0 votes)