Sexta, 19 de Agosto de 2022
Follow Us

Quinta, 30 Junho 2022 08:45

Eduardo dos Santos deverá continuar ligado à máquina

Mulher, irmã e alguns filhos reunem-se esta quarta-feira com médicos da clínica Teknon, onde o antigo presidente angolano está internado. Estado já não vai suportar despesas médicas, mas filhos vão assumir os custos.

José Eduardo dos Santos deverá continuar ligado à máquina, apesar de o seu coma ser considerado irreversível.

A família do antigo presidente angolano irá reunir esta quarta-feira com a equipa médica do centro Teknon, em Barcelona, para serem informados sobre a situação clínica de José Eduardo dos Santos. Na posse destes elementos, a mulher, Ana Paula dos Santos, a irmã Marta Sousa dos Santos, e alguns filhos, sobretudo Isabel dos Santos, irão tomar a decisão sobre os passos a dar.

No entanto, o Negócios sabe que já na terça-feira terá havido conversas entre os médicos de José Eduardo dos Santos e os seus familiares. A clínica informou a famíla sobre questões financeiras relacionadas com a manutenção dos equipamentos médicos a que o ex-presidente está ligado, tendo indicado que o Estado angolano já não iria suportar essa despesa.

Em resposta, os filhos reiteraram a decisão de manter a máquina ligada e garantiram que eles próprios vão suportam os custos resultantes dessa decisão.

O Negócios sabe que os filhos não aceitarão que se desligue já a máquina, até porque o coração do ex-chefe de Estado angolano continua a funcionar sem ajuda.

Os filhos, ao que tudo indica, só concordarão que se desligue a máquina se os médicos comunicarem que nenhum dos órgãos de Eduardo dos Santos está a funcionar, o que não deve ser o caso.

O presidente angolano, João Lourenço, que se encontra em Portugal a participar na Conferência dos Oceanos, classificou a situação de "preocupante". Aliás, ao final do dia de terça-feira, João Lourenço enviou para Barcelona o seu ministro das Relações Exteriores, Téte António.

O estado de saúde de José Eduardo dos Santos voltou a pôr em evidência o clima de conflito que existe entre os filhos do antigo presidente e João Lourenço. Na terça-feira, Tchizé dos Santos avisava que não ia aceitar que se desligasse a máquina e esta quarta-feira criou um hashtag na rede social Instagram com esse pedido.

 "Eu, como filha, nunca irei permitir que desliguem as máquinas de um pai vivo, que tem o coração a bater normalmente, um coração que está bom, não teve ataque cardíaco, não teve AVC".

A antiga deputada do MPLA acusou ainda João Lourenço de querer retirar dividendos políticos, "para aparecer em grande e meterem bandeiras do MPLA em cima do caixão" de José Eduardo dos Santos.  Jornal de Negócios

Rate this item
(1 Vote)
Last modified on Quinta, 30 Junho 2022 11:52