Quarta, 20 de Outubro de 2021
Follow Us

Sexta, 24 Setembro 2021 21:33

Marginais vão ter "a resposta adequada", garante a polícia face ao aumento dos assaltos na capital

O director de Segurança Pública e Operações do Comando Geral e porta-voz da Polícia Nacional (PN), comissário Orlando Bernardo, disse esta sexta-feira,24, ao Novo Jornal, que os marginais que estão a espalhar o terror na cidade com assaltos na via pública, especialmente com recurso a duplas em motorizadas e armados, já estão ter a "resposta adequada".

Ao Novo Jornal, o responsável pela comunicação da corporação em Angola, garantiu que todos os elementos filmados em actos criminais ocorridos esta semana, dando como exemplo os sucedidos no Lar Patriota e no largo da Sagrada Família, em Luanda, que viralizaram nas redes sociais, já estão todos detidos.

"As forças de segurança estão completamente no controlo da segurança pública", disse ainda o oficial, sublinhando que o que se passa é que, nos últimos tempos, "tem estado acontecer alguma intimidação sugerida por vídeos de alguma espectacularidade" divulgados massivamente nas redes sociais.

"E isso é que que leva ao sentimento de insegurança dos cidadãos", referiu, sublinhando que e que os indivíduos que protagonizaram as últimas acções criminais "estão detidos e já foram encaminhados ao Ministério Público (MP) para conhecerem as eventuais medidas de coacção a aplicar".

Questionado pelo Novo Jornal sobre as dezenas de assaltos, perseguições a tiros e prejuízos de milhões de Kwanzas que se repetem todos os dias nas ruas da cidade de Luanda, o comissário respondeu que a falta de denúncia por parte dos cidadãos, quando se deparam com algum crime, também influencia para o sentimento de insegurança da população.

"Quero fazer um apelo aos cidadãos para terem muitos cuidados, desde logo para evitarem partilha de conteúdos deste tipo, porque muitas das vezes não são verdadeiros e estão a ser usadas mensagens para criar pânico junto dos cidadãos", avisa.

O oficial diz ainda que numa das mensagens que está a circular é dito que este tipo de terror está a ser espalhado com fins que visam a tomada do poder por meios violentos afirmando que isso não faz sentido nenhum porque Angola é uma democracia onde o poder se disputa em eleições, avisando que "as forças de defesa e segurança estão prontas para reprimir todas acções que procurem tentar desestabilizar a situação de segurança pública no País".

O comissário Orlando Bernardo adiantou ainda que chegou ao conhecimento da corporação que a PN não vai ao encalço dos problemas da população por falta de meios e de efectivos.

"Nenhuma falta de meios ou de efectivos justifica que a polícia não vá ao alcance dos problemas dos cidadãos", aponta, lamentando a existência de muitas especulações sobre à falta de meios e de patrulhamento nas ruas de Luanda.

"Não há polícia nenhuma no mundo que tenha todos os meios para combater o crime. Nós temos os meios suficientes para lidar com a situação. As pessoas gostam de ver os seus casos resolvidos de imediato, mas a investigação policial é um processo e às vezes leva tempo para lá chegarmos", avançou ainda o director de Segurança Pública e Operações do Comando Geral. NJ

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up