Quarta, 20 de Outubro de 2021
Follow Us

Terça, 31 Agosto 2021 16:21

Covid-19: Fim da quarentena à chegada a Angola para quem tiver vacinação completa

Angola vai passar a dispensar de quarentena domiciliar todas as pessoas provenientes do exterior do país que tenham a vacinação completa e com teste negativo no desembarque à chegada, decidiu hoje o Governo angolano.

A medida foi aprovada hoje no Conselho de Ministros e vai constar no próximo diploma legal sobre as medidas de prevenção e controlo da propagação da covid-19, segundo um comunicado a que a Lusa teve acesso.

Aplica-se a todas as pessoas provenientes do exterior ou que circulem no interior do país, que tenham a vacinação completa (duas doses ou dose única, para o caso da vacina da Janssen/Johnson&Johnson).

Angola começou por impor quarentenas a cidadãos provenientes da China, em fevereiro de 2020. A medida foi alargada a todos os viajantes provenientes do exterior em março, altura em que o país africano fechou o espaço aéreo, permitindo apenas voos para transporte de mercadorias e a entrada de cidadãos nacionais ou estrangeiros devidamente autorizados que teriam de cumprir quarentena institucional.

As ligações aéreas só voltaram a realizar-se, ainda limitadas, a partir de 21 de setembro, mantendo-se a imposição de quarentena, que passou a ser domiciliar, para todos os passageiros, bem como testes pré e pós-desembarque.

O comunicado não revela quando é que medida relativa à quarentena vai entrar em vigor.

O Conselho de Ministros de Angola aprovou hoje igualmente o levantamento da cerca sanitária à província de Luanda, capital do país, que se encontra nesta condição desde março de 2020 devido à pandemia de covid-19.

No final da reunião, o ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Francisco Furtado, disse que foi aprovada a retirada da cerca sanitária a Luanda, tendo em conta a evolução positiva da eficácia das medidas de prevenção e controlo da propagação do vírus SARS-CoV-2 e da covid-19.

Francisco Furtado frisou que foi tida em conta também para esta alteração a evolução positiva das regras de funcionamento dos serviços públicos e privados e dos equipamentos sociais, durante o período de vigência desta cerca sanitária, resultante dos sucessivos decretos presidenciais.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up