Domingo, 20 de Junho de 2021
Follow Us

Segunda, 26 Abril 2021 14:58

Afonso Nunes proibido pelo Tribunal Supremo de usar o nome e símbolos da Igreja Tocoísta

A Câmara do Cível Administrativo, Fiscal e Aduaneiro do Tribunal Supremo, em despacho sob o processo nº 85/19 de recurso contencioso de impugnação de acto administrativo proibiu o bispo Afonso Nunes "e a sua facção" de não fazerem o uso da denominação e símbolos da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo.

Segundo fonte do Angola24Horas, a direcção do Bispo tocoísta, Dom Afonso Nunes, disse apenas que o processo em causa está em segredo de justiça.

A decisão ao recurso interposto por Afonso Nunes, menciona que o colectivo de juizes decidiu manter a decisão anterior, ou seja, nega provimento de recurso e, em consequência, mantem a decisão em que Afonso Nunes recorrera.

"Os relatores que não foram na conversa da facção de Afonso Nunes são: Manuel Dias da Silva, Joel Leornardo, Domingos Mesquita, Agostinho Santos, Norberto Capeça, Aurélio Simba, João Fuantoni, Anabela Vidinhas, Cristiano Molares, Teresa Buta, João Pitra, Martinho Nunes, Teresa Marçal, Miguel Correia, Daniel Modesto Geraldes e Norberto Sodré, que dão o caso por encerrado e sem possibilidade para recorrer a qualquer outro tribunal", conforme Lil Pasta.

Avançam ainda dados que, Dom Afonso Nunes não pode fazer uso da denominação e símbolos dos tocoístas, porque a sua facção, denominada por ‘direcção universal’ não é tida como líder de toda a igreja.

Esclarecimentos do referido tribunal, dão conta que Afonso Nunes, ao unificar as três variantes das igrejas em apreço, sem previamente obter a manifestação inequívoca da vontade da unificação, sempre fê-lo de forma unilateral e partiu da congregação dos Conselheiros da Direcção Central.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up