Domingo, 26 de Mai de 2024
Follow Us

Sábado, 13 Abril 2024 11:25

Polícia do Cuando Cubango nega pedido de escolta da UNITA e confirma quatro feridos

A polícia do Cuando Cubango confirmou a existência de quatro feridos num ataque a uma caravana de deputados da UNITA (oposição angolana), na sexta-feira, mas negou que o partido tenha solicitado escolta às autoridades.

A União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) denunciou na sexta-feira um ataque a uma caravana de deputados que exerciam trabalho parlamentar naquela província, de que teriam resultado um morto e seis feridos, informação corrigida posteriormente para nove feridos, dos quais cinco graves, bem como danos nas viaturas

Os autores seriam alegadamente militantes do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), no poder em Angola desde 1975, segundo o líder da bancada parlamentar da UNITA, Liberty Chiaca.

Num comunicado a que a Lusa teve hoje acesso, o comando provincial da Polícia Nacional do Cuando Cubango, indica que o ataque foi protagonizado por cidadãos locais que “arremessaram objetos contundentes” contra as viaturas, de que resultaram quatro feridos.

A polícia adianta que os feridos foram socorridos num posto médico comunal e que reforçou as medidas operacionais com as forças da unidade de reação e patrulhamento para repor a ordem.

O comunicado refere ainda que o comando provincial do Cuando Cubango não recebeu qualquer solicitação de escolta para garantir a segurança da caravana, contrariando o dirigente da UNITA, que lamentou a ausência das autoridades e disse que tinham recebido ameaças.

“Os órgãos de polícia estão a trabalhar arduamente no sentido de identificar os seus autores a fim de serem responsabilizados criminalmente”, conclui a nota de imprensa.

O comando provincial apelou ainda aos partidos “no sentido de colaborarem com as autoridades, sempre que realizarem atos de massas” para que a polícia nacional garanta a segurança.

Rate this item
(1 Vote)