Segunda, 26 de Fevereiro de 2024
Follow Us

Sexta, 06 Outubro 2023 14:43

Comissão Nacional Eleitoral vai destruir hoje os boletins de voto das eleições de 2022

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) destruiu, esta sexta-feira, em Luanda, todo material do pleito realizado em Agosto de 2022, destacando-se as actas, boletins de voto, entre outros objectos.

o acto decorreu na fornália da "Nova Cimangola", no município de Cacuaco (Luanda).

Em declarações à Imprensa, o presidente da CNE , Manuel da Silva, disse que o acto visa dar cumprimento ao disposto na Lei Eleitoral 36/11, de 21 de Dezembro que determina o destino a ser dado ao material eleitoral, que esteve sob a guarda dos presidentes das Comissões Provinciais Eleitorais.

Segundo o responsável, a Lei ordena que o material do pleito seja destruído no prazo de um ano após a publicação definitiva dos resultados.

Nesta conformidade, acrescentou, porque emanado da lei e por deliberação do Plenário da Comissão Nacional Eleitoral foi designado o dia 6 de Outubro do corrente ano como a data para proceder à incineração do material em todo o país e dar cumprimento cabal à Lei.

Para o representante do Partido Humanista de Angola (PHA), José São Tomé, a tarefa foi realizada sem qualquer irregularidade.

“Vivenciamos as eleições de 2022, a mesma foi transparente e conseguimos constatar os votos merecidos tanto por parte de quem ganhou e por nossa parte que tivemos dois elementos que compõem os assentos parlamentares ", realçou.

Por sua vez, a representar o comité provincial do MPLA em Luanda, Africano Pedro, referiu que o exercício realizado é fundamental para aquilo que são as recomendações dos pleitos eleitorais.

“O MPLA é um partido interessado com a transparência e lisura e na boa administração do processo eleitoral”, rematou.

Observadores Eleitorais, representantes dos partidos políticos com assento parlamentar, entre outras entidades, testemunharam o acto de incineração do material eleitoral e obsoleto na fornalha da fábrica Nova Cimangola.

O MPLA venceu as Eleições Gerais de 24 de Agosto, em Angola com 51,17% dos votos contra 43,95% da UNITA (oposição), de acordo com os resultados definitivos anunciados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

A UNITA obteve 2.756.786 votos e conquistou 90 lugares no Parlamento. O terceiro partido mais votado foi o PRS com 71.351 votos que, lhe dá direito a dois deputados.

A FNLA e o PHA são os outros dois partidos que também conseguiram eleger dois deputados cada. A CASA-CE, APN e P-JANGO não elegeram qualquer deputado.

Rate this item
(0 votes)