Sábado, 08 de Mai de 2021
Follow Us

Terça, 23 Março 2021 17:27

ACJ tem história na luta para uma Angola melhor, vamos elegê-lo presidente do País em 2022

Um manifesto de apoio ao presidente da UNITA, Adalberto Júnior, com milhares de subscritores, que Angola24Horas teve acesso, enaltece a figura do líder partidário, pelo seu posicionamento em dias como os actuais.

"Somos servos de uma causa nobre e ingente. Só seremos julgados e reconhecidos pela história do nosso país, se conseguirmos trazer para este povo martirizado a honra, a dignidade e a felicidade", Jonas Savimbi.

O nosso País enfrenta enormes problemas estruturais, desde a crise económica e financeira, crise ética e social, e muito preocupante, a crise institucional, levando-nos assim a uma fossa em que a alternância do poder político é o único antídoto.

Em 2019, fruto de um trabalho de auscultação aos eleitores, a UNITA elegeu no seu XIII Congresso, o Engenheiro Adalberto Costa Júnior, como seu Presidente, com uma maioria absoluta; fruto de uma visão social que o caracteriza, dando, desta forma, resposta à solicitação do eleitor angolano que orientava mesmo aos delegados ao XIII CONGRESSO, que votassem no Engenheiro.

A UNITA sempre atendeu a voz do povo, sempre defendeu o povo e teve que suportar várias humilhações para o bem do povo. Como Partido Político, é a expressão do povo.

Portanto, nesta hora em que a UNITA consolida, cada vez mais, o processo democrático em Angola, protagoniza uma disputa político-democrática sob princípios da ética pública e política, para a efectivação da tão esperada alternância do poder que há muito foi roubada ao povo.

Tendo o adversário sentido que está em desvantagem, na concorrência ao poder em 2022, optou por fazer jogo sujo, virando todo o arsenal no combate à imagem do Presidente Adalberto Costa Júnior, até à exaustão, tal como o partido no poder definiu no seu projecto político, usando a imprensa pública que é de todos os angolanos, as instituições e os agentes da secreta do Estado para difamarem e caluniarem a imagem do Presidente Adalberto Costa Júnior, manipulando, ao mesmo tempo, o eleitor.

Assim sendo, nós, os participantes desta epopeia, que sabemos que a nossa causa tem raízes profundas na história, imbuídos de uma forte esperança no engenho das gerações jovens e na sua capacidade para virar a página, pugnar para a coesão do Partido e irradicar a corrupção no país, o medo, a pobreza e o retrocesso a que milhões de angolanos estão votados;

Nós a geração da Independência;
Nós a geração da anulação do Monopartidarismo;
Nós, a geração da paz armada;
Nós, a geração da juventude destemida;
Nós, a geração da juventude revolucionária;
Nós, a geração estudantil em Angola e na diáspora;
Nós, os que queremos a alternância do poder para o bem de Angola;

Declaramos o nosso apoio incondicional ao Engenheiro Adalberto Costa Júnior, cidadão angolano, que ocupa a função de Presidente do Partido UNITA.

Adalberto Costa Júnior, tem história de participação na luta de uma Angola melhor, e vem fazendo um longo percurso de um cidadão ético e consequente, quer no Partido UNITA, como em outras instituições, tais como na Assembleia Nacional de Angola, nas organizações Parlamentares de África, na SADC e na CPLP, e tem contado com o reconhecimento e a confiança dos angolanos dentro e fora do País.

Vamos elegê-lo Presidente de Angola em 2022.

Fazêmo-lo, porque confiamos nele, tal como confiámos noutros que lhe antecederam.
Fazêmo-lo, porque reconhecemos na sua pessoa atributos que correspondem aos desígnios dos desafios do momento que a Nação enfrenta, e porque temos a certeza que estamos todos prontos para a alternância do poder que se impõe.

Adalberto Júnior é a nossa escolha porque é chegado o tempo de promover uma liderança mais moderna; ele garante a formação da ponte entre a experiência e a sabedoria dos Mais Velhos e a perspicácia e a irreverência da juventude à quem pertence não só o porvir, mas também a garantia da continuidade do projecto comum por ANGOLA.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up