Sexta, 22 de Janeiro de 2021
Follow Us

Sexta, 17 Julho 2020 13:04

OGE revisto de 2020 sem "pressupostos” para retoma do crescimento – UNITA

A UNITA, maior partido da oposição angolana, disse hoje que o Orçamento Geral do Estado (OGE) revisto para 2020 “não tem pressupostos” que visam diminuir a trajetória económica negativa que o país regista há cinco anos.

A economia angolana regista recessão nos últimos anos e no OGE revisto para 2020, aprovado na quinta-feira na generalidade pelo parlamento angolano, o executivo volta a prever um crescimento negativo de 3,6%.

Para o vice-presidente do grupo parlamentar da União Nacional para Independência Total de Angola (UNITA), Murilo Luyele, a retoma económica do país “é absolutamente importante”, mas, observou, “do nosso ponto de vista esse OGE não tem ações para essa retoma”.

“Mas devia ser o primeiro passo para reverter a situação, de outro modo, não fazia sentido fazer essa revisão, nós só vemos a pertinência da revisão nesta perspetiva de travar a trajetória negativa que a economia está a seguir”, afirmou hoje Murilo Luyele em declarações à Lusa.

À margem de um encontro de auscultação com os parceiros sociais, promovido pela UNITA, o deputado disse que a revisão do OGE 2020 deve ter como foco a “diminuição dos efeitos da covid-19 sobre a economia” angolana.

“Mas tal como foi elaborado o OGE não responde a esses objetivos”, constatou o político angolano.

Auscultar determinados setores da sociedade civil sobre as “suas ideias” em torno da revisão do OGE 2020, já em discussão nas comissões de especialidade do parlamento angolano, é o objetivo do encontro de hoje.

Segundo Murilo Leyele, a discussão do OGE revisto para o exercício económico de 2020 deveria servir também como ocasião para “ensaios para um orçamento mais participativo junto dos cidadãos” tendo em vista o OGE 2021.

O OGE 2020 revisto estima receitas e fixa despesas de 13,4 biliões de kwanzas (20,3 mil milhões de euros) e com um défice de 4%.

A ministra das Finanças, Vera Daves, disse na apresentação do documento que o OGE revisto para 2020 será financiado em 45,5% por receitas fiscais e 54,5% com recurso a financiamento.

Vera Daves explicou ainda que o OGE 2020 revisto sofreu uma redução de 15,7% comparativamente ao orçamento em vigor.

A governante angolana frisou que o plano de financiamento reflete a redução significativa das receitas fiscais, que contraíram perto de 30% face ao OGE em vigor.

Angola regista 607 infetados pelo novo coronavírus e 28 mortos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 590 mil mortos e infetou mais de 13,83 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up