Terça, 28 de Mai de 2024
Follow Us

Terça, 28 Março 2023 12:21

Quais as implicações político-militares da instalação de armas nucleares tácticas na Bielorrússia?

Há muito que o Sistema Internacional "perdeu" o seu equilíbrio em termos de Segurança, o Mundo não é mais Unipolar nem Bipolar mas sim Multipolar, é cada vez mais evidente a presença de vários actores globais (EUA, China, Rússia, França, Reino Unido, Israel, Alemanha, Índia, Paquistão, Correia do Norte, Irão, Turquia, Arábia Saudita, Japão) países que directa ou indirectamente podem causar tensões ou caos a nível regional ou internacional.

Os interesses económicos movem praticamente todas as cooperações entre os Estados, entre os entes internacionais e organizações não-estatais, assim como os interesses políticos, sociais, culturais, diplomáticos e militares. Sendo assim, o Kremlin em base aos seus projectos, programas e interesses estratégico-militares decidiu que irá instalar armas nucleares tácticas na Bielorrússia.

Esta decisão da Rússia deixa em alerta toda a comunidade internacional, armas nucleares é sempre algo preocupante, armas nucleares não é uma espécie de matrimónio, noivado ou cerimónia de doutoramento, é algo que coloca em jogo toda a segurança internacional, motivo pelo qual os EUA e a UE estão alertando sob o perigo e o risco que isso pode representar.

Não há santidade em política, não há amizade, não há moralidade, nem ética... em política apenas os interesses têm lugar nas agendas dos Estados, não existe isso de "certo ou errado", apenas "conveniências", por isso os actores globais tudo fazem para irem adiante com as suas pretensões nacionais, nesta senda a China tem procurado instalar bases navais e militares em certos países para proteger os seus interesses, tal igual os EUA têm bases militares espalhadas pelo Mundo, a Rússia também tem várias bases militares, agora irá  juntar-se aos EUA instalando armas nucleares em países aliados.

Estamos perante à implicações político-militares que irão provocar ainda mais corrida armamentista, basta notar que após o início do conflito russo-ucraniano quase todos os países ocidentais aumentaram seus orçamentos de defesa Nacional, as indústrias armamentistas estão fazendo biliões e triliões de dólares, toda atenção foi dada e está sendo dada ao sector da Defesa e Segurança.

Portanto, as complexidades da segurança internacional podem causar e provocar o colapso da economia internacional porque as superpotências e países razoáveis irão disponibilizar grande parte do seu PIB a favor das próprias indústrias bélicas.

A grande verdade é que todo este esforço bélico e fortalecimento dos Exércitos dos Estados, fará com que a próxima década seja ainda mais perigosa, é isso mesmo, a próxima década será complexa e extremamente "perigosa ou conflituosa" e qualquer actor com poder bélico ou nuclear poderá causar tensões ou caos, portanto, a segurança internacional está em risco e estará duas vezes mais em risco nas próximas décadas.

Por: Leonardo Quarenta, Ph.D

Política & Diplomacia

Defesa & Segurança

Rate this item
(1 Vote)