Sexta, 12 de Agosto de 2022
Follow Us

Quinta, 21 Julho 2022 20:42

Políticas de Estado sobre a Defesa do Território

Traçar novas Políticas de Estado sobre a Defesa do Território é uma questão de Segurança Nacional... Não há dúvidas nem discussões quanto à isto, o que se deve realmente discutir é a verba a ser atribuída ao sector da Defesa, Eu sugiro no mínimo 7 a 10 bilhões de dólares para a Defesa (sem mencionar os gastos adicionais).

O Governo Angolano precisa criar a Figura do Conselheiro de Segurança Nacional, temos no País o Conselho de Segurança Nacional onde fazem parte dele o Presidente da República, o Vice Presidente da República, Presidente da Assembleia Nacional, Presidentes do Tribunal Constitucional e do Tribunal Supremo, Procurador Geral da República, Ministros de Estado, Ministro da Defesa, Ministro do Interior, Chefe do Estado Maior General, Comandante Geral da Polícia Nacional, Membros do SINSE, do SISM, do SIE e outras figuras, mas não temos no concreto o Conselheiro de Segurança Nacional.

Esta figura é muito importante dentro de um Estado, nas próximas semanas escreverei um artigo a falar especificamente da importância e das funções desta Figura que na verdade funciona como uma instituição paralela e autónoma do Ministério da Defesa mas interdependentes entre si na coordenação dos projectos e dos programas nacionais de Defesa e Segurança.

Portanto, depois de várias análises e pesquisas profundas sobre a nossa Segurança, cheguei a conclusão que Angola precisa Rever a sua Doutrina Militar no que concerne à sua Segurança Doméstica ou seja precisamos criar um Modelo de Defesa e Segurança Nacional capaz de neutralizar qualquer tipo de ameaça Territorial.

Devemos traçar um Modelo de Segurança mais abrangente, eficaz e eficiente, seja no âmbito da inteligência e contra Inteligência militar, inteligência e contra Inteligência alimentar, inteligência e contra Inteligência sanitária, inteligência e contra Inteligência empresarial ou corporativa, assim como devemos elaborar mecanismos estratégicos que garantam a estabilidade das instituições público-sociais, das instituições políticas e das instituições judiciais, tudo isso estão dentro do Pacote da Segurança.

Há vários Modelos de Segurança Doméstica, nós precisamos definir o nosso próprio Modelo, fazer isto não é muito difícil, e isto é uma questão urgente porque o Mundo é um lugar muito perigoso, o caos está sempre presente junto das nossas fronteiras e junto das nossas portas, mesmo que pensemos que não, o caos convive connosco o tempo todo, precisamos nos prevenir, quanto antes melhor, e uma das formas de nos prevenirmos é investirmos alto no sector da Defesa e fazermos reformas da nossa Segurança Doméstica.

Não existe amizade em Geopolítica, apenas alianças estratégias e interesses, um País pode ser teu aliado hoje mas amanhã pode ser teu pior/maior inimigo porque as dinâmicas políticas mudam constantemente e Angola não deve dar-se o luxo de estar desprevenida e desatenta, Angola precisa reforçar 7 vezes mais a sua Segurança e poder bélico, Angola deve sim desconfiar dos seus vizinhos, em Geopolítica não há flores, não há simpatia, nem ética, nem moralidade, vale a prevenção, vale neutralizar o perigo, e para se fazer isso é necessário poder bélico e fortes investimentos em inteligência e contra Inteligência, em armamentos avançados, armamentos pesados e tecnológicos, sistemas antimísseis, etc.

Angola apesar de ser um dos Países mais estáveis e seguros do Continente Africano, pude notar (em base às minhas pesquisas) lacunas graves no nosso Sistema de Defesa e Segurança, não irei mencionar em detalhes estas lacunas (são questões confidenciais).

Há muitas falhas, erros, falta de planejamento operacional, seja nos aspectos técnico-militares e nos aspectos da inteligência e da contra Inteligência, notei estas e outras falhas no nosso sistema de Defesa, são na verdade muitas falhas, e isto preocupa-me bastante porque coisas do gênero colocam em risco a Segurança Nacional.

A solução pra tudo isso (como já fiz referência) passa pela reforma do Modelo de Defesa e Segurança Nacional e por um alto investimento no setor, não se deve vacilar quanto à isto, as verbas da Defesa devem ser mesmo altas porque tudo depende da Segurança, sem Segurança não há nada, sem Segurança não há desenvolvimento Econômico-social, sem Segurança não há estabilidade Pública, sem Segurança não há bom funcionamento da Administração do Estado.

Visão Estratégico-Militar

Leonardo Quarenta, PhD.

Política & Diplomacia
Defesa & Segurança

Rate this item
(0 votes)