Terça, 19 de Janeiro de 2021
Follow Us

Terça, 01 Dezembro 2020 22:36

O verdadeiro impacto econômico de Estado de Emergência

Os bloqueios impostos pela Covid -19 são os culpados pela contração do produto interno bruto em todo o mundo?

Este artigo examina a ligação entre o tempo que os países em todo o mundo gastaram no bloqueio e os danos econômicos causados. Em tempos de crise, geralmente a economia é a primeira a sentir isso e o impacto pode durar muitos anos depois disso.

O Banco da Inglaterra afirma que a história provou duas coisas: quando ocorre uma crise financeira, surge outra, mas será diferente da anterior.

O mundo mudou drasticamente na melhor parte do ano. Um raro desastre de uma pandemia global nunca antes vista em nossas vidas resultou na introdução de quarentena e medidas de distanciamento social para conter a propagação do vírus.

Isso teve um efeito negativo, mas necessário, nas economias. A crise trouxe grande incerteza, pois os governos estão fornecendo apoio aos trabalhadores, empresas e mercados financeiros para orientar suas economias em direção à recuperação. No entanto, é incerto como será o cenário econômico global quando as coisas voltarem ao normal.

Os formuladores de políticas têm dificuldade em decidir quando implementar bloqueios, a gravidade das restrições e por quanto tempo manter as medidas em vigor.

As restrições de bloqueio foram recebidas com sentimentos contraditórios. Por exemplo, na África do Sul, as medidas mais rígidas foram postas em prática para combater alguns dos níveis mais altos do vírus. O país proibiu a venda de álcool e tabaco.

Embora, salvem vidas, há efeitos devastadores para as economias globais, com gastos despencando para níveis mínimos históricos.

Pesquisa da firma financeira Jefferies nos Estados Unidos mostrou que em estados como Arizona, Texas e Utah, onde o número de casos de Covid-19 estava aumentando dramaticamente, os gastos diminuíram.

Comparando os dados estaduais do Google, que analisa estabelecimentos de varejo e recreação, os estados com altos números do vírus apresentam desempenho consideravelmente pior do que outros.

A Dinamarca e a Suécia abordaram o bloqueio de maneira bem diferente, com a Suécia escolhendo confiar que seu povo se comportará de forma responsável em vez de impor um bloqueio. Enquanto isso, a Dinamarca introduziu um dos primeiros e mais rígidos bloqueios. Embora, a taxa de mortalidade na Suécia fosse cinco vezes maior que a da Dinamarca, o impacto econômico foi semelhante.

Dhaval Joshi, da pesquisa BCA, diz que a razão para isso é que as pessoas mudam seu comportamento - haja um bloqueio ou não.

Eles evitam o transporte público, ficam longe de lojas e se recusam a mandar seus filhos para a escola.

Aqui, damos uma olhada em quanto tempo os países ficaram em bloqueio para ver se há uma ligação entre os danos econômicos e os bloqueios.

É possível que haja outros factores contribuintes, incluindo o que foi demonstrado e discutido anteriormente com a Suécia e a Dinamarca.

Independentemente do período de tempo, não parece que um longo bloqueio afectou o PIB mais do que um curto bloqueio.

É possível que o comportamento geral das pessoas tenha mais influência, com as populações se comportando de maneira diferente em uma pandemia - independentemente de um bloqueio.

Uma pesquisa da McKinsey relata que, embora, a incerteza da Covid-19 continue, seu impacto é sentido de forma diferente nos diferentes países.

Há uma diferença significativa na forma como os consumidores estão respondendo à crise e se adaptando à próxima normalidade e, por sua vez, no impacto na economia.

Os Estados Unidos foram únicos por não introduzir um bloqueio nacional e, em vez disso, permitir que os estados definissem suas próprias regras. Por exemplo, a Califórnia foi o primeiro estado a solicitar o bloqueio em 20 de Março de 2020.

Olhando para a previsão de 2020, seu PIB deve crescer. Os bloqueios menores em todo o estado com base em números regionais ajudaram?

Estamos actualmente na segunda onda do vírus, com muitos países passando por um segundo bloqueio.

Um segundo bloqueio pode ter outros efeitos negativos sem precedentes - especialmente em economias que já enfrentam dificuldades, como a Espanha e a África do Sul.

É possível que os próprios bloqueios não sejam sempre os culpados pela queda da produção nacional?

Embora, os bloqueios sejam necessários para salvar vidas, esse tem sido um tema controverso em todo o mundo.

Utilizar os bloqueios com sabedoria e eficácia é necessário para proteger vidas e países, mas é importante que entendamos o impacto social e financeiro.

Por Temba Museta

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up