Sexta, 29 de Mai de 2020
Follow Us

É mais um capítulo no propalado processo do arresto de turbinas que envolve o Ministério da Energia e Águas de Angola, a empresa Anergy e a multinacional americana General Electric.

Published in Sociedade

Depois da Africa Growth Corporation, desta vez é a Aenergy, empresa do sector elétrico liderada pelo português Ricardo Machado, que a 7 de Março desde ano, interpôs no Tribunal Federal de Nova Iorque uma acção contra a General Eletric e o Governo Angolano reclamando uma indemnização pela rescisão de contratos.

Published in Sociedade

O Tribunal Supremo tem em sua posse, desde Janeiro do corrente, um conjunto de documentos que uma instância judicial federal norte-americana enviou como “provas adicionais” ao propalado processo do arresto de turbinas, numa altura em que a empresa visada, a Aenergy, apresentou uma nova queixa nos Estados Unidos por ter sido “gravemente espoliada nos seus direitos” e sido “objecto de uma campanha difamatória orquestrada”.

Published in Sociedade

A Aenergy, de Ricardo Machado, foi afastada pelo Governo angolano dos contratos firmados para o fornecimento e manutenção de turbinas em centrais elétricas. A empresa portuguesa avançou com uma ação em Nova Iorque contra Angola e a gigante do sector energético General Electric

Published in Sociedade

As turbinas sob gestão da Aenergy foram arrestadas em dezembro - num processo que tem como queixoso o Estado angolano, que se considera lesado em mais de mil milhões.

Published in Sociedade
Página 1 de 3

Log in or Sign up