Sábado, 26 de Setembro de 2020
Follow Us

Sábado, 15 Agosto 2020 01:08

Inflação em Angola aumentou para 22,17% em julho

O Índice de Preços no Consumidor Nacional (IPCN) em Angola subiu para 22,93% em julho, um acréscimo de 5,69 pontos percentuais face ao período homólogo, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística de Angola.

A classe "Alimentação e Bebidas não Alcoólicas" foi a que mais contribuiu para o aumento de preços com 1,02 pontos percentuais durante o mês de julho, seguida das classes "Bens e Serviços Diversos" (0,14 pontos), "Vestuário e Calçado" (0,13) e "Mobiliário, Equipamento Doméstico e Manutenção" (0,12).

O INE de Angola detalhou ainda a incidência inflacionária de 24 produtos selecionados do cabaz de compras que mais contribuíram para a taxa de variação do IPCN, que, no seu conjunto, representam 7% do total, mas concentram cerca de 45,88% da taxa global de variação da inflação.

Entres estes, destacam-se os aumentos dos serviços de táxi coletivo, massa de tomate, creme corporal e pano 'superwax'. Alimentos como arroz, óleo de soja, frango, carne bovina, cebola, sal, pão carcaça tiveram variações superiores a 2%.

Em termos mensais, a inflação registou uma variação de 1,78%, entre junho e julho de 2020.

Tendo como referência a província de Luanda, a taxa de inflação registada no período de junho a julho de 2020 foi de 1,83%, cerca de 0,13 pontos percentuais inferior à registada no período anterior.

A variação homóloga situou-se nos 22,17%, ou seja, um acréscimo de 4,58 pontos percentuais face ao período anterior.

Os bens e serviços que registaram as taxas mais elevadas pertencem às classes "Hotéis, Cafés e Restaurantes", com 2,82%, "Bens e Serviços Diversos", com 2,09%, "Alimentação e Bebidas não Alcoólicas", com 2,08%, e "Bebidas Alcoólicas e Tabaco", com 2,03%.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up