Quarta, 27 de Mai de 2020
Follow Us

Sexta, 22 Mai 2020 00:36

Covid-19: Angola regista mais dois casos positivos e um recuperado

Angola registou, nas últimas 24 horas, mais um caso recuperado ( médica cubana) e dois casos positivos, um cidadão da Guiné Conacry e uma angolana, informou hoje, quinta-feira, o secretário de Estado para Saúde Pública, Franco Mufinda.

A médica recuperada faz parte do grupo de médicos cubanos que vieram no dia 10 de Abril deste ano a Angola para apoiar nos esforços de combate da pandemia e que tinha sido testada positivo da covid-19 já no país.

Ao fazer a habitual actualização de dados, Franco Mufinda fez saber que o cidadão da Guiné Conacry, de 25 anos de idade, diagnósticado positivo, reside no Bairro Hoji-Ya-Henda, no município do Cazenza(Luanda), e a cidadã angolana, também de 25 anos de idade, reside no município do Kilamba Kiaxi, também na capital do país.

" Os dois testados positivos até a altura do diagnóstico estavam na quarentena institucional", asseverou.

Angola soma, assim, 60 casos positivos, dos quais três óbitos, 18 recuperados e 39 casos activos (clinicamente estáveis), sendo 32 de transmissão local.

Seis angolanos recuperam em Lisboa de Covid-19

Seis angolanos não residentes em Portugal foram dados como totalmente recuperados da covid-19, na quarta-feira, pelas autoridades sanitárias portuguesas.

Segundo apurou à Angop, nesta quinta-feira, de fonte sanitária local, trata-se de quatro crianças e dois adultos, tendo já tido alta médica e regressado aos respectivos locais de alojamento.

Por outro lado, um outro cidadão nacional, de 48 anos, também não residente, foi testado positivo, estando neste momento em isolamento, sem sinais da doença e a receber o devido tratamento médico.

Deste modo, estão actualmente infectados com a covid-19, em Portugal, 21 cidadãos angolanos, dos quais nove residentes, quatro não residentes e oito da Junta Médica. Há ainda o registo de 13 casos de pessoas recuperadas e dois óbitos.

Todos os angolanos infectados, internados em unidades hospitalares ou a receber assistência nas suas residências, estão a ser devidamente acompanhados pelo Sector de Saúde da Embaixada de Angola em Portugal, em estreita articulação com as autoridades sanitárias portuguesas.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up