Quarta, 08 de Abril de 2020
Follow Us

Domingo, 22 Março 2020 17:13

Médicos criticam Ministro do Interior por facilitar filha a romper medidas contra Covid - 19

O ministro do Interior, Eugénio Laborinho, troca impressões com a filha Chelsea Laborinho O ministro do Interior, Eugénio Laborinho, troca impressões com a filha Chelsea Laborinho

Na passada quarta-feira, a chegada de dois voos quase em simultâneo, das cidades do Porto e de Lisboa, gerou uma enorme confusão. Tratamento privilegiado para um grupo de passageiros levantou os ânimos.

O medico Maurílio Luiele também deputado à Assembleia Nacional angolana, criticou o Ministro do Interior Eugénio César Laborinho por ter facilitado a sua filha, também presente no voo vindo de portugal, em romper com as medidas de segurança para Covid 19: “por causa de uma entidade que é o ministro do interior violasse as regras pré-estabelecidas” disse.

Maurilio Luiele aplaude as medidas do chefe de estado tomadas na noite desta quarta-feira para proibir a entrada e saídas de pessoas, mas apelou para maior rigor no cumprimento das medidas para que a doença não se propale em todo país: “a medida é boa mas é importante o rigor na implementação ”disse.

Para o médico Xavier Jaime é importante que o governo esclareça o que se passou no aeroporto nesta quarta-feira e apela o governo a criar condições para os centros de quarentenas para que a doença não se propele pelo país: “ainda que se privatize temporariamente determinados hotéis mas tem que se criar condições para a quarentena e em relação ao que se passou no aeroporto é importante que o executivo se explique” disse.

Para jovem luandense, Osvaldo Vandunem pede a exoneração de Eugênio Laborinho do cargo de ministro do interior e a sua detenção imediata, pelo que o acuso de crime de nepotismo/familiaríssimo que, pela sua irresponsabilidade, resultou em crimes contra a saúde publica, fazendo, assim, com que todos nós, angolanos, estivéssemos expostos à pandemia Covid-19 que, actualmente, assola o mundo.

Para Osvaldo Vandunem, esse ministro passou por cima das ordens do Presidente da República e da Ministra da Saúde pelo que, ontem, no aeroporto 4 de fevereiro, em Luanda, não permitiu que sua filha que vinha de Portugal ficasse em quarentena, segundo as orientações da ministra da saúde, o senhor ministro do interior alegando que o comando da SME (serviço de migração estrangeira) estava sob a sua tutela e que, assim a ser, sua filha não ficaria em quarentena.

Essa atitude de Eugênio Laborinho fez com que a ministra Silvia dispensasse todos lhes dando Quarentena domiciliar dizendo que todos têm os mesmos direitos e são iguais perante a lei.

Tentamos contactar o Ministro do Interior Eugénio Laborinho mas sem sucesso. C/O Decreto

Rate this item
(6 votes)

Log in or Sign up