Sábado, 19 de Outubro de 2019
Follow Us

Sexta, 04 Outubro 2019 09:25

Falcão “entrega” assessor presidencial ao Tribunal de Contas

O ex-governador provincial de Benguela e actual assessor do Presidente da República para a área produtiva, Isaac Francisco Maria dos Anjos, está a ser alvo de uma investigação pelo Tribunal de Contas, por alegada má gestão. Mas ele diz estar ao corrente do caso e que nada temer.

Tribunal de Contas terá sido movido por via de uma denúncia apresentada pelo actual governo de Benguela, encabeçado por Rui Falcão, que terá detectado acções “viciosas”, supostamente praticadas durante a gestão de Isaac dos Anjos, no período compreendido entre 2015 e 2017. Face à denúncia apresentada pelo Governo local, aquele órgão jurisdicional de constatação de legalidade de actos praticados no âmbito da gestão de dinheiros públicos aproveitou a ocasião, durante um seminário realizado em Benguela, para os seus inspectores ouvirem gestores públicos que integraram o Governo de Isaac dos Anjos, muitos dos quais ainda em funções no tempo de Falcão.

Os inspectores do Tribunal de Contas quiseram aferir a legalidade de alguns actos praticados que, na perspectiva da denúncia apresentada, terão sido lesivos ao Estado. “Trabalhámos com eles e procuraram saber como é que foram executados cada projecto. Quiseram também saber se tudo o que estava escrito foi executado e em que medida”, explicou um gestor público, sob anonimato.

Dos projectos, segundo apurou OPAÍS de fontes familiarizadas com o assunto, destacam-se os imobiliários Blue Ocean e Acácias, bem como a criação da Conta Embelezamento das Cidades, domiciliada no BCI, quando a lei determina que as receitas públicas devem ser canalizadas para Conta Única do Tesouro. Numa visita à Universidade Katyvala Bwila, em 2018, o actual governador de Benguela, Rui Falcão, tinha alertado para a existência de projectos eivados de “vícios”.

Em relação ao projecto imobiliário “Acácias”, supostamente erguido com fundos públicos e passado para a esfera privada, Rui Falcão desaconselhava cidadãos e instituições que já tinham procedido à primeira prestação do pagamento a continuarem. Depois de ter tomado tal posição, soube este jornal, o governador de Benguela terá reportado o facto ao Presidente da República, João Lourenço, sobre aquilo a que chamava de “indisciplina” de gestão, supostamente praticada pelo seu antecessor.

Isaac dos Anjos diz estar tranquilo

Contactado pelo Jornal O PAÍS e A Voz América sobre o assunto, o antigo governador de Benguela, Isaac dos Anjos, embora não quisesse gravar a entrevista, manifestou-se consciente das denúncias do seu sucessor e diz estar tranquilo pelo que fez enquanto governador de Benguela(2013 a 2017). O antigo governador, de quem se dizia ser mais tecnocrata do que político, refere que, caso for notificado pelo Tribunal de Contas, está disposto a “depor sem problemas. OPAIS

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up