Sexta, 05 de Junho de 2020
Follow Us

Quinta, 02 Abril 2020 01:07

O governo não tem autoridade moral para pedir dinheiro ao Povo

O País tem 30 milhões de habitantes, mais de 90% da população vive na pobreza e na miséria, com que moralidade o governo vem a público pedir dinheiro num povo sofredor?

A solidariedade deve começar do próprio Estado. Muitas famílias estão lutando para sobreviver, muitos não têm o que comer nem por onde dormir, o Governo não deve usar a pandemia Covid-19 para tirar os últimos kwanzas do bolso dos pobres angolanos, é o governo quem deve dar o primeiro passo e exemplo, se o governo não consegue dar emprego ao povo com que moralidade pede ajuda ao povo? É completamente contraproducente.

Nesse preciso momento o executivo deveria emanar um novo decreto reduzindo 70% o salário de todos os políticos: Ministros de Estado, Ministros, Secretários de Estado, Governadores, Vice governadores, Conselheiros, Secretários e auxiliares da Presidência, diretores nacionais, PCAS e seus vices, e Chefes de departamentos Público-sociais. No mesmo decreto, os salários dos generais, comissários, comandantes, deputados da Assembleia Nacional e de todos os Magistrados e Procuradores da República seriam reduzidos também a 70%, esse decreto duraria fim que, a situação do Covid-19 não passasse.

É  falta de moralidade o governo pedir dinheiro à um povo que luta para sobreviver, noutros Países neste momento estão distribuíndo alimentos a custo zero, é o caso do Rwanda Paul Kagame ordenou ao seu governo para distribuir comida e luz 24/24 horas ao povo, os Estados Unidos da América aprovou um orçamento de 2 bilhões de dólares para ajudar o povo americano, Cabo Verde um País mil vezes mais pobre que Angola vão ajudar o povo com um subsídio de 90 euros, mas o governo angolano o que fez? Decidiu enviar o seu IBAN aos telefones de todos os angolanos para pedir dinheiro.

Quem quiser contribuir que o faça de sua livre e espontânea vontade, mas esse gesto do governo traduz-se em “abuso”, porque é o mesmo governo que maltrata o povo não lhe dando emprego e melhores condições de vida, não se justifica o tamanho da nossa incompetência governativa e da falta de amor ao próximo.

Não peçam dinheiro ao povo, o povo não tem nada pra dar, peçam aos empresários e aos milionários do País, peçam aos membros do Bureau político do MPLA, peçam aos dirigentes do Estado (esses devem ser voluntários em ajudar), peçam aos endinheirados, peçam aos partidos da oposição, peçam às organizações e às fundações internacionais, mas não ao povo, o povo é pobre e não tem a obrigação de fazer o trabalho do governo.

Por Leonardo Quarenta

Doutorando em Direito Constitucional e Internacional

Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia

Mestrado em Direito Constitucional Comparado

Master em Direito Administrativo

Master em Direitos Humanos e Competências Internacionais

Master em Jurista Internacional de Empresas

Master em Management das Empresas Sociais.

Rate this item
(11 votes)

Log in or Sign up