Quarta, 05 de Agosto de 2020
Follow Us

Domingo, 22 Março 2020 11:45

Coronavírus: o teste de popularidade do MPLA

Se o MPLA soubesse ouvir e se fosse patriota, nacionalista, talvez ao longo de sua governação teria aprendido muito com os outros membros da sociedade civil; talvez o País, do ponto de vista estrutural, económico e social, as coisas não seriam péssimas. Talvez saberia prever o futuro.

O País , hoje, corre em sentido contrário em relação aos outros Países por causa da arrogância dos super dotados, iluminados, imortais, super poderosos e que tudo podem fazer a bel prazer com Angola!

Diante da Pandemia que assola o mundo, a pergunta que se faz, todos os dias é: o que será do angolano nos próximos dias e meses?

Se se analisar os Estados Unidos da América, Itália, França, China, Austrália Japão, Coreia do Sul, Canada…, que têm infra extruturas de top, tirando nesse momento a China, sofrem de forma frequente com os números a crescer consideravelmente; coisa boa desses Países é a constância nos debates livres e de união, em procurar aplicar as ideias mais consensuais para se resolver o combate do covid-19, estabelecendo a unificação no campo da politica; quem governa e quem é oposição, todos presentes, unidos com as aprovações de investimentos bilionários para se gastar  em prol de todos os cidadãos, saudáveis e não saudáveis! O caso concreto,é o  da Itália; nesse momento, dão-se mais condições de serviço aos agentes sanitários, um acréscimo  salarial e subsídios, hospitalidade. O convite de todos médicos em pensão ou reforma,para se juntarem aos existentes e darem seus contributos, nessa fase dificil, tem sido respondido positivamente por Eles e com boas propostas de salários aceitáveis,de um ladom de outro lado, o próprio espirito de solidariedade da parte Deles, tem dominado a sociedade. A  admissão de todos os estudantes do terceiro, quarto e quinto ano de saúde e que já estão a trabalhar, é confiança no sistema educativo vigente.  De outro lado, têm extruturas hospitalares de ponta, saneamento básico impecável, serviços de bombeiro eficiente  que trabalham vinte quatro horas por dia, serviços policiais em alturas e que actua sempre que necessário, a forte publicidade em todos os níveis em incentivar às pessoas a ficarem em casa.  Há uma grande equipa disponivel e remunerada em acção em todo território, principalmente, nas zonas mais críticas.  Outra eficiência é a capacidade de fazer os testes do coronavirus; segundo a RAI1, o Estados unidos, seus serviços têm a capacidade de duzentas mil pessoas dia, a Alemanhã, 180.000 mil, a Itália com 150.000 por dia; um outro elemento desenvolvido, é o teste móvel (inteligência artificial), comprovado  científicamente pelos laboratórios de Milão, Bergamo, mas que tem mão da Coreia do Sul  e que estarão disponiveis  para todos os cidadãos das regiões mais afectadas pelo covid-19, já a partir do dia 22 de março do corrente.  Aos poucos, o governo italiano, em particular, começa a ter o controlo da Pandemia e seguramente dentro de um  mês e meio, resultados positivos surgirão!

Esses dados apresentados mostram que ainda assim, são insuficientes para acudir centenas de casos diários que necessitam de terapia intensiva, mas o espirito de equipa, o diálogo consertado com todos, os debates diários, fazem que caminhos se abram e se resolvam, pouco a pouco esse mal!

Angola, é um País onde todos os males se encontram; não existem hospitais para acudir situações curáveis e que já foram  erradicadas faz muitos anos por vários Países. Não existem condições  básicas, como água, saneamento básico, habitação, saúde, emprego, alimentação. Grande número dos cidadãos vive em áreas péssimas, onde falta tudo; esse grupo, vive aglomerado em espaços pequenos, com número de filhos acima de três, com extremas dificuldades de fazer uma refeição dia. Como será em fase de prisão domiciliária indeterminado?

O executivo, insiste a seguir estratégias absoletas, caducas, em desusos; continua a comunicar-se consigo mesmo e não quer saber das opinões dos outros. Coisa boa que fez foi resgatar  seus cidadãos no Porto! sabe indicar os cuidados a ter em conta, mas não sabe reunir o Parlamento para aprovar medidas de emergências para acudir milhares de população que não sabe o que vai comer amanhã e que não tem máscaras, alcool, detergentes , luvas para usar para se proteger.

Onde colocará as pessoas infectadas para as terapias incentivas?

Já rolam nas redes sociais, youtube principalmente, vídeos de angolanos que chegaram no sábado, retiraram-nos  passaportes, foram levados para Calumbo, lugar sem condições e com casa de banho comum e se tiver água, agradece-se a Deus! É um tratamento desumano. Há o uso da força, violação dos direitos fundamentais dos cidadãos. Esse, é o fruto dos dos 45 anos de governação do MPLA que não quer abraçar a democracia participativa; o regime pensa que o problema do coronavirus é um segredo de Estado e portanto,  deve tratar sozinho esse assunto. Quanto mais tiver esse pensamento, o pior vai acontecer. No artigo anterior se falava da contradição e do desconhecimento da constituição e das leis por parte dos acessores e do próprio Presidente da República; continua a errar grossamente! Os latinos dizem: “ errare humanum est perseverare diabolicum est”. ( errar é humano, mas permanecer no erro, é diabólico ).

A situação do angolano, nos próximos dias será de muita aflição, dor, terror psicológico, fome, instabilidade , crise, incerteza e consequências intermináveis por causa dos extraterrestres que não governam o povo e nem permitem que o povo escolha de livre vontade filhos genuínos dessa Angola sofredora.

É nesse momento em que se pergunta ao MPLA o seguinte: onde andam os quadros que formou ao longo dos quarenta e cinco anos, sobretudo na especialidade de saúde? Não seria bom convocá-los nessa hora de aflição?

A terminar,  um apelo ao Executivo: que consiga emitar todas as medidas favoráveis a população como criar condições de ter água potável em casa e em todos os bairros, energia eléctrica, materiais de prevenção: como álcool, máscaras, detergentes, luvas,  produtos de primeira necessidade; que tenha coragem de meter de parte seus orgulhos e convoque os Partidos na oposição, a sociedade civil, as igrejas para um diálogo aberto, franco sobre o coronavirus e juntos encontrarem soluções plausíveis a favor dos angolanos; que o executivo se comunique mais, que esteja mais perto da população, que crie mais debates televisivos, onde o número de técnicos ligados a saúde sejam em grande parte, eles presentes e a mostrarem o que se deve fazer em grande escala; se possível, fazer um concurso de emergência, onde muitos técnicos de saúde serão empregues e dar seus contributos. 

Os juristas, economistas, carpinteiros, mecanicos e outros, podem participar , mas não são pessoas indicadas a determinar o rumo técnico dos afazeres do pessoal de saúde quanto ao covid-19; podem dar uma opinião e aquele que for boa, leva-se em consideração.

O governo angolano deve entender que se está em guerra contra um inimigo invisível e que uma vez na vida, deve procurar  reconciliar-se com todos os angolanos, em geral, e em particular, com os Partidos Politicos em trabalharem incondicionalmente, juntos. Caso o MPLA continue fechado em suas ideologias, que não se admire que a estatística de popularidade que tem, hoje, é de  25% ! Portanto, tem dias contados!

Por Talagongo Okola - Investigador

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up