Sábado, 19 de Outubro de 2019
Follow Us

Terça, 01 Outubro 2019 16:03

João Lourenço e seu governo sem credibilidade querer recuperar uma economia de rastos

Isto não é o mesmo como ele querer fazer caretas á um morto e esperar que este se ri? Acho que não é preciso se perceber de economia para entender que uma economia de rastos seja de que país deste plante onde vivemos hoje e não no imaginado for.

De que não se recupera, é uma grande aventura tentar-se, pois tal nunca se conseguiu em parte nenhuma onde grande maioria dos governantes são pessoas sem credibilidade dentro e fora do país como é o caso de Angola.

Desde que me conheço homem não me lembro de tantas coincidências ruins e não vejo como a economia se recuperar com essa qualidade de diplomacia mais virada para as farras. Onde as únicas coisas que funcionam de forma tão bem organizada e compacta são os esquemas para roubos, uso, abusos dos dinheiros públicos.

E curiosamente nos últimos tempos até já se decreta o saque dos bens da embaixada pertença do Estado angolano, portanto de todos os angolanos de raiva quando o embaixador é exonerado.

Isto aconteceu sim aqui na embaixada de Angola em Berlim depois da exoneração de Alberto Correia Neto aquilo parecia o festival do saque decretado oficialmente. O pior embaixador que passou por cá, cheio de truques para tudo e mais algumas coisas, menos estratégia para atrair o empresariado alemão a investir em Angola. Aliás seria muita carga para o caminhão de quem não gozava nada de boa fama junto do empresariado alemão que nunca teve coisas boas para contar depois que tiveram encontros com o mesmo.

Já dizia uma antiga funcionária da embaixada " Se ouvires um diplomata a discutir com um empresário e tratar-lhe de maluco é porque já o burlou, o homem quer a gasosa de volta. Não foi o único ruim e nem podia ser num rolo de tanta gente que já passou por cá vestidos de diplomatas, uns iguais e tão parecidos uns com os outros como os cães são parecidos com os lobos.

A solução para a crise económica angolana passa pelo equilíbrio político ou se muda radicalmente, se dando lugar a gente séria, competente e responsável sem olharem as cores partidárias. De contrário vamos assistir o país a se afundar cada vez mais economicamente, enquanto isto se desfilam cá fora, os gatunos nomeados, escolhidos e indicados para defenderem interesses dúbios. Se bem que a vida nos ensina a olharmos para frente e a não vivermos demasiadamente preocupados com o que foi ontem.

Mas se quando olhamos para frente e vimos que nada muda desde quase 50 anos de um país gerido por corruptos e a tendência é piorar ainda mais , não podemos deixar de nos preocupar com isto... Estou preocupado sim por Angola e por vocês que vivem ai , pois vocês são na verdade os meus heróis por aquilo que vocês têm aguentado estes anos todos.

Por Fernando Vumby

Rate this item
(4 votes)

Log in or Sign up