Segunda, 06 de Julho de 2020
Follow Us

O Estado angolano pode ser alvo de uma “punitive damage”, caso a juíza encarregue de julgar a acção que foi imposta pela empresa Aenergy considerar que o governo agiu de forma ilegal ao rescindir os contratos existentes na altura.

Published in Sociedade

O Tribunal Federal dos Estados Unidos da América, do distrito de Nova Iorque, agendou para 30 de Outubro deste ano o início do julgamento do processo de responsabilidade civil intentado pela Aenergy, S.A (AE) e a Combined Cycle Power Plant Soyo, S.A, do qual são réus o Ministério da Energia e Águas (MINEA), a General Electric Company (a “GE”), a GE Capital, o Ministério das Finanças (MINFIN), a Empresa Pública de Produção de Electricidade (ENDE) e a Empresa Nacional de Distribuição de Eletricidade (PRODEL).

Published in Sociedade

A autoridade tributária do Reino Unido acusou a General Electric de fraude numa disputa de US $ 1 bilhão sobre deduções fiscais reivindicadas pelo conglomerado industrial há 16 anos.

Published in Sociedade

É mais um capítulo no propalado processo do arresto de turbinas que envolve o Ministério da Energia e Águas de Angola, a empresa Anergy e a multinacional americana General Electric.

Published in Sociedade

Depois da Africa Growth Corporation, desta vez é a Aenergy, empresa do sector elétrico liderada pelo português Ricardo Machado, que a 7 de Março desde ano, interpôs no Tribunal Federal de Nova Iorque uma acção contra a General Eletric e o Governo Angolano reclamando uma indemnização pela rescisão de contratos.

Published in Sociedade
Página 1 de 3

Log in or Sign up