Segunda, 17 de Fevereiro de 2020
Follow Us

Quinta, 13 Fevereiro 2020 13:21

Ex-administrador da Sonangol e da CGD entra na administração da Mota-Engil

A construtora portuguesa anunciou que o vogal do conselho de administração António Ferreira de Oliveira renunciou ao cargo e que foi substituído por Emídio Pinheiro, que ocupou cargos idênticos na Caixa Geral de Depósitos e na Sonangol.

A Mota-Engil anunciou que Emídio Pinheiro, antigo gestor da Sonangol Holdings e Indústria e da Caixa Geral de Depósitos (CGD), irá substituir António Martinho Ferreira de Oliveira enquanto vogal do Conselho de Administração, após este ter renunciado ao lugar no passado dia 31 de janeiro, segundo um comunicado enviado pela construtora à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Emídio Pinheiro vai cumprir o mandato em curso, que termina no próximo ano. O economista português fez parte do conselho de administração da CGD até 2016, ano em que o presidente executivo do banco público António Domingues deixou o cargo, levando com ele outros seis administradores onde se incluia o agora vogal do conselho de administração da Mota-Engil.

"A Mota-Engil informa que o Sr. Eng.º António Martinho Ferreira de Oliveira apresentou, em 31 de janeiro, a renúncia ao cargo de vogal do Conselho de Administração desta sociedade", disse a construtora portuguesa em comunicado, acrescentando que que "em reunião de 12 de fevereiro do referido Conselho, foi deliberado cooptar para vogal, e para o mandato em curso (2018-2021), o Sr. Dr. Emídio José Bebiano e Moura da Costa Pinheiro".

Antes disso foi presidente da comissão executiva do Banco de Fomento de Angola durante onze anos e depois da saída CGD assumiu a gestão da Sonangol Holdings e Indústria, como administrador. NEGÓCIOS

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up