Sábado, 19 de Outubro de 2019
Follow Us

Quinta, 19 Setembro 2019 16:54

Governo chinês doa USD 28 milhões para CINFOTEC no Huambo

O Governo chinês vai doar ao Estado angolano 28 milhões de dólares norte-americanos (USD) para a construção e apetrechamento do Centro Integrado de Formação Tecnológica (CINFOTEC) da província do Huambo, cujas obras arrancam em Janeiro de 2020.

A informação foi avançada hoje, quinta-feira, aos órgãos de comunicação social pelo membro da unidade técnica de apoio à implementação do projecto, Manuel Pimentel, no final de uma reunião entre a governadora provincial, Joana Lina, com o secretário de Estado do Trabalho e Segurança Social, Manuel de Jesus Moreira.

Manuel Pimentel informou que o montante será doado no âmbito das boas relações bilaterais existentes, com base num acordo assinado em Abril deste ano para a construção da infraestrutura, inicialmente prevista para 2018, mas que devido a questões administrativas relativas às negociações foram adiadas.

Referiu que as obras de construção do empreendimento, o terceiro no país, depois dos dois erguidos em Luanda, vão ser implementadas numa área de seis mil e 531 metros quadrados, de um total de 20 mil e 576 metros quadrados, no bairro de Fátima, arredores da cidade do Huambo, e terão a duração de dois anos, sendo que o orçamento em causa inclui a formação dos formadores.

O responsável disse que a infra-estrutura, uma propriedade do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), terá cinco edifícios que vão comportar a áreas de formação e administrativa, biblioteca, anfiteatro, laboratórios, fábrica de treinamento e salas de equipamentos.

Acrescentou que o imóvel possuirá, entre outras dependências, seis salas de aula, 28 laboratórios e seis oficinas, onde serão ministradas aulas teóricas e práticas dos cursos profissionais de Mecânica e Produção, Tecnologias de Informação, Metereologia, Electro-medicina, Electricidade e Mecatrónica.

Manuel Pimentel disse que o centro vai ser construído para albergar diariamente, em média, mil e 240 utentes, dos 777 em formação, por cada período, distribuídos em 105 na especialidade de Mecânica e Produção, 124 de Tecnologias de Informação, 50 de Metereologia, 120 de Electricidade e Mecatrónica, assim como 18 de Electro-medicina.

Para a criação das condições necessárias para o arranque e conclusão das obras dentro dos prazos estabelecidos, informou que três equipas técnicas chinesas estiveram nesta região do país para avaliar os requisitos para implementação do projecto, desde o diagnóstico técnico e social do planalto central, bem como das suas infra-estruturas, o perfil académico e da formação técnica dos cidadãos, estudo de viabilidade e elaboração do projecto.

O responsável disse que as condições estratégicas, do ponto de vista de infra-estruturas e o crescimento progressivo que a província do Huambo tem alcançado, foram determinantes para albergar o terceiro Centro Integrado de Formação Tecnológica do país, depois da capital do país, de modo a garantir a formação profissional da população.

A infra-estrutura terá carácter regional, acolhendo, deste modo, estudantes das províncias de Benguela, Bié, Cuando Cubango, Cuanza Sul e Moxico.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up