Quarta, 28 de Fevereiro de 2024
Follow Us

Sexta, 25 Agosto 2023 21:18

Dirigente da UNITA denuncia carga policial contra jovens militantes e fala em 10 feridos

O líder da JURA, braço juvenil da UNITA, denunciou hoje uma carga policial ao ser recebido por militantes do partido no Moxico, incidente que provocou 10 feridos, um dos quais grave.

Em declarações à Lusa, Nelito Ekuikui disse que chegou hoje pelas 12:00 ao aeroporto de Luena (província do Moxico) para uma jornada de trabalho com a JURA (Juventude Unida Revolucionária de Angola), tendo os militantes que se encontravam à sua espera sido dispersados pela polícia com recurso a gás lacrimogéneo.

“Estes jovens estavam lá para me receber e meteram a PIR [Polícia de Intervenção Rápida] no aeroporto. Quando estávamos a tentar sair começaram a atirar gás lacrimogéneo e a disparar contra nós”, afirmou Ekuikui, acrescentando que a intervenção terá sido dirigida pelo comandante provincial adjunto da Polícia Nacional.

Segundo o secretário-geral da JURA, também deputado da UNITA (União Nacional para a Independência Total de Angola), o objetivo seria “inviabilizar” a concentração dos jovens, tendo a carga policial resultado em 10 feridos, um dos quais com gravidade.

“Foi uma ação premeditada”, acusou, dizendo que não houve provocações por parte dos jovens, nem exibição de cartazes ou palavras de ordem ou qualquer ato que levasse à carga policial.

Nelito Ekuikui, que partilhou os vídeos na sua página da rede social Facebook, disse que não houve detidos e acrescentou que também foi atingido com uma granada de gás lacrimogéneo nas costas, queixando-se de “intolerância política” e “intimidação”, que aconteceram em ocasiões anteriores.

“Já houve um incidente destes no Cuando Cubango (província angolana), no dia 24 de junho. Em todo o sítio onde eu estava tinham polícia de elite numa clara tentativa de intimidação. Tive de sair sem concluir a minha jornada”, disse à Lusa.

O responsável da JURA considerou que só não houve uma intervenção policial na altura porque “os jovens não marcharam”.

Questionado sobre o que iria fazer a UNITA perante estes acontecimentos, Nelito Ekuikui disse não ter informação para dar nesta altura.

Não foi possível contactar para já o Comando Provincial do Moxico.

Rate this item
(0 votes)