Sexta, 28 de Janeiro de 2022
Follow Us

Sexta, 19 Novembro 2021 17:04

Supermercados Kero está entregue a Grupo Anseba da Eritreia

O Expansão sabe que a decisão da Comissão de Negociação do concurso público foi favorável à Anseba, pelo caminho ficaram os franceses do Carrefour, os sul-africanos da Shoprite e até os antigos donos do Kero. O Instituto de Gestão de Activos e Participação do Estado (IGAPE) coordenou o processo

Os dois concorrentes à gestão do Kero, Anseba e a parceria Carrefour/Alimenta Angola foram informados oficialmente nesta sexta-feira, dia 19, que o vencedor do concurso foi o grupo Eritreu, Anseba, apurou o Expansão.

Ainda assim, a cessão do direito de exploração e gestão da rede de Híper e Supermercados, que inclui 11 lojas de grande superfície, só será oficializada dentro de cinco dias úteis - prazo legal para que a parceria Carrefour/Alimenta Angola possa contestar a decisão.

O concurso, que começou no dia 21 de Julho deste ano, para a exploração e gestão da rede Kero, por um período inicial de 10 anos sem direito a compra, e depois do Governo ter desistido da sua privatização, exigia três tipos de propostas dos concorrentes, nomeadamente, financeira, técnica e corporativa.

A mais robusta, ao que tudo indica, é mesmo do grupo Anseba que está no mercado nacional há 10 anos, e está entre as 15 empresas mais relevantes num sector que tem 27.576 empresas licenciadas. A empresa conta com mais de cinco mil trabalhadores angolanos e pretende expandir a sua área de negócios no mercado nacional.

A Anseba dedica-se no comércio de bens industriais, comércio geral e indústria transformadora a grosso e a retalho e, produz actualmente 26 tipos de produtos diversos, entre detergentes, fraldas e sumos, com destaque para a marca de refrigerante Lulu e os produtos de higiene Linda.

Este é o culminar de um processo, ainda que não completamente encerrado, e que o Expansão tem vindo acompanhar desde o início.

Recentemente, demos conta que foram várias as empresas que demonstraram interesse e que apresentaram propostas, e, entre elas, entretanto chumbada por falta de capacidade técnica, estava a empresa ligada aos antigos donos do Kero, Manuel Domingos Vicente, Hélder Vieira Dias "Kopelipa", Leopoldino do Nascimento e ao coronel João Manuel Inglês, detentores do Grupo Zahara Comércio.

Recorde-se que a empresa que geria o Kero, Zahara, foi entregue ao Estado, mais concretamente ao Serviço Nacional de Recuperação de Activos (SENRA), numa situação financeira muito difícil. EXPANSAO

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up