Domingo, 16 de Mai de 2021
Follow Us

Terça, 23 Março 2021 17:21

Receitas petrolíferas angolanas podem disparar 48%

Previsões colocam receitas petrolíferas angolanas em cerca de 6 biliões de kwanzas, mais 1,94 biliões face aos 4,06 biliões projectados no OGE 2021, elaborado com preço de referência de 39 dólares.

Estados Unidos estima petróleo nos 58 USD

A administração americana de informação energética (EIA) calcula que o preço médio do petróleo, no segundo semestre do ano, será de 58 dólares, com base no surgimento de “pressões descendentes”, à medida que o mercado do ‘ouro negro’ se torna mais equilibrado.

Para Março e Abril, a agência espera que os preços do Brent fiquem, em média, entre 65 e 70 dólares, 10 dólares acima da sua previsão do Janeiro. Em Fevereiro, os preços médios ficaram ligeiramente abaixo, com a agência a colocá-los nos 62 dólares, um aumento de 8 dólares em relação à média de Janeiro e de 7 dólares em relação a Fevereiro de 2020.

Assim sendo, após excedente verificado nas receitas petrolíferas nos primeiros dois meses do ano, as previsões indicam que a tendência se mantenha até ao final do ano. O OGE 2021 foi elaborado com referência de 39 dólares por barril, estimando-se receitas globais de 4,06 biliões de kwanzas com produção média de 1.220,04 mil barris/dia. Caso as previsões da agência se efectivem, as receitas petrolíferas poderão chegar próximo dos 6 biliões de kwanzas, admitindo que o país atinja também a produção projectada.

Equilíbrio do Mercado

Nos cálculos para o equilíbrio do mercado, a agência americana aponta o fim do corte voluntário de 1 milhão de barris/dia da Arábia Saudita, assim como o relaxamento dos cortes do acordo OPEP+ que foram estendidos até Abril na última reunião 4 de Março.

“Esta previsão assume que a OPEP produzirá 27,9 milhões de b/d em média no segundo semestre de 2021”, escreve a agência no sua ‘Perspectiva de Energia de Curto Prazo (STEO)”, referente a Março, estimando que “a produção de petróleo bruto da OPEP seja em média 25,3 milhões de barris por dia Abril, o que é semelhante à produção esperada para Março e abaixo de 1,6 milhões de b/d da previsão da EIA para a produção da OPEP Abril no STEO do mês passado”. A previsão para Maio é 26,6 milhões b/d.

A agência norte-americana, entretanto, mostra-se mais optimista que a OPEP, em relação à procura, ao estimar um consumo global de petróleo e combustíveis líquidos na ordem dos 97,5 milhões b/d, em média, para todo o ano de 2021, enquanto a OPEP, no seu relatório mensal, estimou em 96,3 milhões de barris por dia a procura média total, com a maior parte do consumo a registar-se no segundo semestre. VE

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up