Quinta, 25 de Julho de 2024
Follow Us

Terça, 26 Setembro 2023 19:20

DP World investe USD 210 milhões e duplica capacidade do terminal do Porto de Luanda

A Dubai Ports (DP) World está a investir 210 milhões de dólares norte-americanos na modernização e ampliação do Terminal Multiusos do Porto de Luanda, anunciou esta terça-feira, em Luanda, o seu director-geral para Angola, Francisco Pinzon.

Com este investimento, cujas obras arrancaram esta terça-feira, a capacidade do Terminal Multiuso do Porto de Luanda passa de 430 mil para 700 mil unidades contentorizadas por ano.

De acordo o director-geral para Angola da DP World, Francisco Pinzon, as obras de construção civil, iniciadas hoje, vão durar 18 meses.

O projecto contempla a construção de um edifício de dois andares para a administração e operações, dois ramais de acesso (carga e descarga), instalações dos serviços aduaneiros, da Polícia Fiscal e de um Raio-X, ultra-moderno.

Para além de requalificação do espaço de operação e acomodação da carga, o responsável garante a instalação de equipamentos como “scanners ” de última geração, além de outros meios técnicos e tecnológicos modernos.

A requalificação dos 22 hectares do Terminal Multiuso (TMU) vai trazer também uma zona de abastecimento de combustível com maior capacidade, uma clínica de saúde, três parques de estacionamento e 588 tomadas para frigoríficos.

O Terminal Multiusos do Porto de Luanda, anexado ao Porto de Luanda, processa uma média de 13 milhões de toneladas (carga e descarga), entre de unidades contentorizadas de 20 pés (TEU), carga geral/equipamentos industriais e veículos automóveis.

Para Francisco Pinzón, o arranque oficial das obras representa a materialização do foco da empresa assente na aposta no aumento da produtividade e da capacidade dos recursos humanos no manuseio dos novos equipamentos tecnológicos.

Neste particular, o gestor avançou que os investimento dos 210 milhões de dólares vai resultar na digitalização dos procedimentos operacionais, de todos os intervenientes, um processo que trará num Terminal Multiuso moderno, mais seguro e com tempo de resposta no processamento das mercadorias reduzido na ordem dos 50 %.

Por outro lado, Francisco Pinzon reiterou o compromisso da DP World em apoiar os operadores e empresários na facilitação do processo de importação e exportação, no sentido de aumentar o fluxo de mercadorias e impulsionar a diversificação da economia nacional.

Questionado sobre os mais de dois anos desde o início das operações, Março de 2021, O director-geral da DP World-Angola, avançou que empresa registou um crescimento anual de 15%.

“Quando as obras terminaram esse aumento deverá estar fixado acima dos actuais 50 % do volume de facturação", garantiu.

Por sua vez, o presidente do Conselho de Administração (PCA) do Porto de Luanda, Alberto Bengue, considerou a requalificação do TMU como um investimento estruturante na medida que permitirá o aumento da capacidade de processamento de mercadoria do deste Porto, actualmente, fixado em 18 milhões de toneladas por ano, dos quais 70 a 80 % são processadas no terminal.

A Dubai Ports (DP) World Limited venceu em 2020, o concurso público para gestão do Terminal Multiusos do Porto de Luanda por 20 anos, com obrigações de pagar mais de mil milhões de dólares durante o período de exploração.

Esta multinacional opera em simultâneo carga geral e contentores, com uma capacidade de movimentação de 2,6 milhões de toneladas anuais.

A DP World é uma empresa de logística multinacional com sede no Dubai, Emirados Árabes Unidos, especializada em logística de cargas, operações de terminais portuários, serviços marítimos e zonas de livre comércio, com 150 operações em todo o mundo.

O projeto de exploração é suportado por um plano de investimentos acima de 250 milhões USD a realizar ao longo dos 20 anos de concessão, dos quais mais de 70% serão efectuados com recurso à incorporação nacional.

O plano de investimentos prevê a reabilitação da infra-estrutura física do cais do Terminal Multiuso (TMU), a realização de obras civis necessárias para implementar um novo plano de planta do TMU, sendo ainda uma vantagem a manutenção de postos de trabalho do pessoal afecto ao terminal.

O TMU do Porto de Luanda é uma infra-estrutura portuária que se dedica à operação simultânea de carga geral e contentores, possuindo um cais de 610 metros, com uma profundidade de 12,5 metros, tendo uma área de 181.070 metros quadrados com capacidade para movimentação de 2,6 milhões de toneladas anuais.

Rate this item
(0 votes)