Sábado, 18 de Mai de 2024
Follow Us

Segunda, 17 Abril 2023 18:52

Angola vai criar academia de cibersegurança para cobrir défice de quadros

O Governo angolano vai criar uma academia de cibersegurança, em Luanda, para fazer face ao “défice muito grande” de quadros nessa área, disse hoje o ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

Mário Oliveira referiu, em conferência de imprensa realizada para anunciar a realização, em Luanda no dia 10 de maio, do 1.º Fórum sobre Cibersegurança, a instalação de uma academia de cibersegurança, que visa a certificação de jovens angolanos recém-licenciados no que toca a ferramentas ligadas a cibersegurança.

“Ciência que, infelizmente, no nosso país ainda temos um défice muito grande de quadros nessa matéria”, referiu o ministro.

Segundo o ministro, a criação de uma academia de Cibersegurança vai permitir a formação de vários jovens e a sua colocação no mercado, com vista a garantir segurança ao espaço cibernético nacional.

“Porque entendemos que só assim é que de facto estaremos a dar grande contributo para que num futuro muito breve possamos ter as nossas redes seguras, porque de nada nos adianta termos leis que obriguem as entidades a aderirem a isto ou àquilo, a punir este ou aquele incumprimento, de nada nos adianta termos só tecnologia por si só”, realçou.

O governante angolano sublinhou que “a preocupação é muito grande no que toca à formação de quadros nessa matéria”, destacando que a “academia vai ser constituída em parceria com uma empresa vocacionada e com alguma experiência nessa matéria”.

De acordo com o ministro, em Luanda existem já outras academias, nomeadamente no Instituto de Telecomunicações, onde estão instaladas as academias da Cisco, Huawei e Microsoft.

“É um adicionar valor àquilo que nós já temos hoje e temos estado a fazer ao longo destes anos todos”, disse.

Rate this item
(0 votes)