Quinta, 30 de Junho de 2022
Follow Us

Quarta, 27 Abril 2022 13:56

Quintino Morreria pode? - Graça Campos

No domingo passado, 24, Amílcar Xavier não colocou a questão aos dois incendiários. Ou porque não estava agendada, ou porque não houve tempo ou por alguma outra razão qualquer.

Mas no próximo Revista Zimbo, o moderador, por todas as razões e mais algumas, por certo que não deixará de pedir àquela dupla comentários sobre as recentes declarações de Quintino Moreira de acordo com as quais disputará as próximas eleições à testa de uma coligação designada Amplo Movimento Angola Unida, um ajuntamento de 117 partidos sem existência legal e 22 comissões instaladoras cujas veleidades foram travadas pelo Tribunal Constitucional.

Vai ser muito interessante saber o enquadramento jurídico que a dupla fará da coligação sobre a qual Quintino Moreira montará.

Regiamente pagos para, entre outras tarefas, todas elas indignas, assassinar, incinerar e enterrar a Frente Patriótica Unida, os gingongos Adão & Adão certamente têm uma palavra a dizer sobre mais essa extravagância de Quintino Moreira, um confesso defensor da poligamia e que agora adoptou o (avantajado) dérrière de uma mulata como chamariz para a sua sazonal APN.

Quintino Moreira tem sido um caso à parte no ordenamento jurídico. O partido dele é o único a quem o Tribunal Constitucional autorizou o uso de símbolos muito próximos aos de outro partido. Quintino Moreira é, também, o único “político” contra quem a zelosa OMA não esbraveja pelo indecoroso uso do corpo feminino.

Sendo um caso à parte, é muito provável que os manos Adão & Adão enquadrem a coligação de que Quintino Moreira fala numa legislação especial, que não é do domínio público.

Rate this item
(1 Vote)
Last modified on Quarta, 27 Abril 2022 13:59