Sexta, 01 de Março de 2024
Follow Us

Sexta, 24 Fevereiro 2023 11:47

Empresas de altas patentes da Polícia envolvidas no negócio dos «vidros fumados»

Pelo menos três firmas de «manda-chuvas» da Polícia Nacional estão entre as licenciadas para a colocação de «vidros fumados» nos carros que circulam pelo País, apontam dados de investigação do NJ. Lei que aprova os regulamentos sobre as características e transformação de automóveis pode entrar em vigor 10 anos após a sua aprovação.

Dados de investigação do Novo Jornal apontam que as empresas do actual director nacional de Inspecção da Polícia Nacional (PN), do conselheiro do comandante-geral e do comandante provincial da Polícia de Benguela constam da lista das 24 firmas já licenciadas pela Direcção de Trânsito e Segurança Rodoviária (DTSER) para a colocação de películas coloridas, vulgo "vidros fumados" em veículos.

A firma MultiTrading, criada em 2005 e licenciada para a colocação de películas coloridas em veículos com matrículas de Luanda, tem como um dos sócios o actual director nacional de Inspecção da PN, o comissário Inocêncio Felizardo da Cruz Morais de Brito. Na empresa em causa, aquela alta patente é detentor de 33% das acções.

A Framago - uma sociedade pluripessoal por cotas, constituída em 2018, tem como accionista maioritário e gerente, nada mais, nada menos, o comissário e conselheiro do comandante-geral da PN António Francisco da Conceição Gomes, indicam dados do Diário da República de 16 de Outubro de 2018, consultado pelo Novo Jornal.

Rate this item
(0 votes)