Sexta, 09 de Dezembro de 2022
Follow Us

Quinta, 29 Setembro 2022 15:10

Palanca TV deixou de emitir - Canal encerrou serviços e funcionários foram transferidos para a TPA

A Palanca TV, inicialmente uma estação de televisão angolana privada, que em 2020 passou para a esfera do Estado, no âmbito do programa do Governo de recuperação de activos, que emitia há sete anos o seu sinal através da DStv, está fora do ar há mais de 15 dias sem qualquer explicação da Televisão Pública de Angola (TPA), o órgão gestor, e da tutela que é do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS).

O canal encerrou serviços, mas os funcionários não foram mandados embora. O novo canal de notícias, a TPA notícias, da principal emissora da televisão pública, a TPA, recebeu os funcionários da Palanca TV, soube o Novo Jornal.

A Palanca TV passou em 2020 para a esfera do Estado, no âmbito do programa do Governo de recuperação de activos, com a Rádio Global, até então detidos, pelo ex-ministro da Comunicação Social, Manuel Rabelais, condenado, em 2021, a 14 anos e seis meses de prisão, no processo GRECIMA.

A TV Zimbo, a Rádio Mais e o jornal OPaís, do grupo Média Nova, dos generais Hélder Viera Dias "Kopelipa" e Leopoldino "Dino" Fragoso do Nascimento, também foram absorvidos pelo Estado ao abrigo da mesma legislação, estando permanentemente em cima da mesa a sua reprivatização, mas, até agora, esse "negócio" não se tem apresentado com a atractividade bastante para chamar a atenção de grupos ou empresários privados.

Após ser o novo "dono" da televisão, o Governo chegou a manifestar a intenção de transformar a Palanca TV em canal desportivo da Televisão Pública de Angola, facto que até agora não aconteceu.

O encerramento definitivo da Palanca TV, sem qualquer aviso, deixou indignados os telespectadores e clientes da DStv que questionam o porquê do seu encerramento, uma vez que o Executivo, na pessoa do então ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, prometeu transformar aquela televisão, no canal desportivo da TPA.

"Porque a Palanca TV desapareceu da DStv?. Não era para ser um canal desportivo da TPA? Quando receberam o canal dos antigos donos comunicaram ao público isso mesmo, então porquê que agora encerram e não avisam também?", questionam alguns dos clientes da DStv.

Entretanto, outros cidadãos questionam-se como fica, agora, a promessa que o Governo fez aos angolanos, sobretudo os amantes do desporto, de que transformaria aquela estação televisiva em canal desportivo?

Sobre este assunto, o Novo Jornal contactou o Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social e alguns responsáveis do conselho de administração da TPA, para obter esclarecimento oficial, mas não obteve resposta.

Uma fonte do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social disse ao Novo Jornal que um dos motivos que levou ao encerramento da Palanca TV foram os custos operacionais de serviços.

Segundo a fonte, a Palanca TV só trazia despesas para o Estado e daí transferirem os funcionários todos para a TPA.

"A verdade é que deixou mesmo de existir. As principais razões são essas que adiantei!", afirmou a fonte do MINTTICS.

Até antes do seu encerramento, a Palanca TV emitia na sua grelha de programação programas de entretenimento, humor, dança, música, moda, desporto e informação. O programa de informação "Angola Urgente" era o preferido dos telespectadores.

"Lamentamos informar que o canal Palanca TV, deixou de fazer parte da nossa grelha de programação", respondeu ao Novo Jornal a operadora de serviços televisivos, a DStv, quando questionada.

A Palanca TV era uma estação angolana de TV que começou a transmitir a 15 de Dezembro de 2015. O canal estava disponível ao público através DStv na posição 694.

O Novo Jornal apurou que os funcionários, equipamentos e meios de transporte passaram todos para a TPA ficando apenas nas instalações da Palanca TV a Rádio Global FM. NJ

Rate this item
(0 votes)