Terça, 05 de Julho de 2022
Follow Us

Segunda, 02 Mai 2022 12:13

Portugal aplica medidas de coação aos irmãos "Arrop" por suspeitas de homicídio em Luanda

As autoridades judiciárias portuguesas, aplicaram medidas de coação aos irmãos Leandro e Luís, cidadãos angolanos, recentemente procurados em Angola, por suspeitas do crime de homicídio, ocorrido em Luanda, este ano.

Em nota de imprensa enviada para Angola24horas, o Serviço de Investigação Criminal, através do seu Gabinete Nacional da Interpol torna público, que na sequência do processo que envolve o cidadão Celso Duarte Monteiro de Azevedo, conhecido por "Leandro Porras ou Arrop", supostamente acusado na prática do crime de Homicídio, em que é vítima Teodoro Renato Armando da Cunha, foi no decurso desta semana, detido, o cidadão Luís Evanilson Oliveira dos Santos, mais conhecido por "Luís Porras ou Arrop", irmão de Leandro, com vista a sua extradição para Angola.

O Serviço de Investigação Criminal naquela (SIC), esclarece que a detenção ocorreu em cumprimento de um alerta vermelho, emitido pelas Autoridades Angolanas.

Assim, o visado foi presente ao Tribunal da Relação de Lisboa, para efeitos de legalização da sua detenção, sendo-lhe reposta posteriormente à liberdade, mediante aplicação de medidas de Coacção, nomeadamente: termo de identidade e Residência, proibição de saída do território português, apreensão dos passaportes.

Da mesma sorte, este é obrigado a apresentar-se semanalmente no Posto Policial mais próximo do local de residência.

Refere por outra que, o prófugo é Irmão de outro prófugo Internacional, conhecido por Leandro, detido em tempos, nas mesmas circunstâncias, aguardando os procedimentos ulteriores tanto das Autoridades Angolanas como portuguesas, para os devidos efeitos legais.

Salientar que, estes cidadãos angolanos, são tidos como presumíveis co-autores do cometimento de um crime de Homicídio à luz de um processo que corre seus trâmites no SIC/Luanda.

Rate this item
(0 votes)