Quinta, 07 de Julho de 2022
Follow Us

Sábado, 13 Novembro 2021 11:00

Jornalista João de Almeida demitido da direcção e dos quadros efectivos da rádio MFM

O jornalista angolano, João de Almeida, condutor do programa "Conversas Entrecruzadas" emitido aos sábados pela privada Rádio MFM, foi demitido das suas funções e deixa igualmente de fazer parte da equipa de trabalhadores da referida estação radiofónica.

O apresentador do espaço de debates públicos, cujos convidados (figuras bastante influentes na vida quotidiana), analisam principais factos políticos, económicos e sociais que marcam a actualidade no país, fez o anúncio do fim de vínculo com o programa através do seu oficial Facebook.

Em declarações ao Angola24Horas, João de Almeida afirmou, sem muitos detalhes que está demitido da empresa, ao mesmo tempo que cessa o exercício no cargo que exercia.

João de Almeida, assegurou, no entanto que, o fim de vínculo com a rádio MFM não teve que ver com fim de contrato a este concedido, adiantando que tem outros projectos em que vai dedicar o seu tempo.

"Estou demissionário da Direcção de Informação e dos quadros efectivos da Rádio MFM. Não sei se o programa vai se manter na grelha", disse João de Almeida em exclusivo para Angola24Horas.

O profissional de comunicação, deu a entender então que terá solicitado a sua própria demissão, pois quando questionado sobre o que houve concretamente, disse apenas que tem outros projectos.

"A vida é feita de ciclos", enfatizou.

Na sua última participação neste que tem sido um elogiado espaço de debate e reflexão, segundo anunciou, terá como convidados Kamia Madeira, Conceição Vaz, Maria João Teles Grilo, Sérgio Dundão, Paulo Inglês, Carlos Rosado de Carvalho, Teixeira Cândido e Graça Campos.

Com estes, João de Almeida coloca sobre a mesa a questão dos congressos da UNITA e do MPLA e suas incidências, ambos marcados para Dezembro, bem como vai à análise a "enxurrada" de despesas extra-orçamentais que o Presidente da República, tem vindo a autorizar nos últimos tempos, além da inevitável avaliação do mandato de João Lourenço.

Vale referir que, informações postas a circular recentemente avançam que o antigo vice-presidente do MPLA, António Pitra Neto, é alegadamente o novo sócio maioritário da empresa Ideias Dinâmicas – Tecnologias, Lda, que controla a rádio MFM.

Os mesmos dados dão ainda conta que uma fonte avançou que Bruno Reis, fundador, permanece na empresa com 40% das acções e a rádio contará com novos gestores.

"Um alinhamento na linha editorial será feito, segundo a fonte, acrescentando que António Manuel "Jojó, que aos sábados dá voz ao programa Bandalho, das 7 as 10 horas, está com um pé na rua e o programa Conversas Entrecruzadas será "expurgado" da grelha de programação", conforme foi divulgado.

Os serviços de apoio ao dirigente do MPLA, Pitra Neto, desmentiram categoricamente as referidas informações. Em uma nota informativa que Angola24Horas teve acesso, a assessoria do político diz que a informação segundo a qual, a Rádio MFM teria sido vendida, e inclui erradamente o nome do cidadão Pitra Neto entre os seus pretensos actuais proprietários não corresponde a verdade.

"O Dr Pitra Neto não esteve jamais envolvido em qualquer negociação ou conversação que visasse a aquisição do órgão referido ou de qualquer outro", afirmou Jesuino Barros.

Rate this item
(1 Vote)