Quinta, 06 de Mai de 2021
Follow Us

Sexta, 11 Dezembro 2020 12:34

Violação da cerca Sanitária: 22 cidadãos entre policiais, FAA e médicos detidos em exercício pelo SIC

O Serviço de Investigação Criminal, através da sua Direcção Central de Combate à Corrupção em coordenação com o IGAE (Inspecção Geral da Administração do Estado) desencadeou uma operação na manhã desta quinta-feira, 10 de Dezembro, na estrada nacional 230, no Controlo da Cerca Sanitária do Zenza do Itombe - Maria Teresa, que culminou com a detenção em flagrante delito, de 22 cidadãos nacionais.

Os referidos cidadãos, têm idades compreendidas entre os 26 aos 60 anos de idade dentre os quais, 10 efectivos dos órgãos de Defesa e Segurança entre eles constam, Bombeiros, Polícias, efectivos das FAA e 12 civis, dentre estes um enfermeiro de triagem da Covid-19, 1 fiscal do IDF, 4 motoristas e 6 passageiros, pelo seu envolvimento em actos de Corrupção activa, extorsão e recebimento indevido de velores.

O SIC, em nota de imprensa enviada para a redacção do Angola 24 Horas - Portal de Noticias Online, refere que, a acção vem dar resposta a um conjunto de denúncias, ligadas a facilitação de entradas e saídas de cidadãos, sem cumprimento das medidas do estado de calamidade Pública, bem como a falsificação de comprovativos dos testes da Covid-19.

A mesma nota faz saber que, no momento da detenção, em flagrante delito, foram apreendidas 4 viaturas ligeiras de diversas marcas, onde se faziam transportar os ora detidos e valores monetários correspondentes em Akz 34.500.

Para a consumação dos actos de Corrupção activa e violação de cerca Sanitária de Luanda, (uma das medidas eficazes para conter a propagação do vírus) os motoristas supostamente subornavam os efectivos da ordem e segurança em serviço naquele posto, com valores monetários a rondar entre 7 à 10 mil Kwanzas, por cada viatura.

"Feitas todas diligências e recolhidos os meios probatórios, os cidadãos detidos serão presentes nas próximas horas, ao Ministério Público para responsabilização criminal", conforme o comunicado do SIC.

A 11 de Novembro último, ainda sobre as denúncias de violação de cerca sanitária de Luanda uma cidadã angolana revelou que existe um esquema bem organizado entre motoristas, polícias e médicos, destacados no posto de controlo desta via para Malanje.

A denúncia pública que apelava ao SIC, IGAE e CGPN, avançou que os automobilistas que fazem a rota inter-provincial Luanda - Malanje, têm contactos e esquemas bem organizados com os efectivos da Polícia Nacional, Forças Armadas Angolanas e órgãos da saúda para facilitar passagem de cidadãos sem os referidos testes de covid -19, exigidos para o efeito, em troca de uma quantia por cada passageiro.

Chegada igualmente à redacção do Angola 24 Horas - Portal de Noticias Online, a denúncia era especificamente sobre os órgãos de Estado que estão a supervisionar a cerca sanitária de Luanda para a província de Malanje, concretamente no posto de Controlo em questão.

De recordar que, o Governo angolano actualizou as medidas da situação de calamidade para fazer face à covid-19, alargando o horário do comércio e serviços bancários, bem como a força de trabalho, para fazer face ao aumento da procura na quadra festiva, quando o anterior conjunto de medidas deveria vigorar até ao dia 22 de Dezembro corrente.

As medidas do novo decreto presidencial relativo à situação de calamidade pública que passam a vigorar a partir deste sábado até ao dia 10 de janeiro, foram nesta sexta-feira, 10, apresentadas pelo ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, cuja revisão antecipada, se deve a vários factores, com realce à quadra festiva.

Angola, registou nas últimas 24 Horas, 121 casos positivos, 100 recuperados e 4 óbitos por Covid-19, com registo escandaloso de mortes contabilizando,  neste momento, 358 óbitos das 15.804 infeções positivas pelo novo coronavírus.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up