Segunda, 26 de Outubro de 2020
Follow Us

Quarta, 20 Setembro 2017 09:21

Composição do novo Governo de João Lourenço apresentada ao BP do MPLA

Nenhum nome transpirou de forma oficial da reunião do Bureau Político do MPLA, realizada na semana passada, mas o VALOR soube de fonte que Nunes Júnior deverá ocupar a pasta da Coordenação Económica como ministro de Estado no Governo de João Lourenço.

Será o regresso a um departamento ministerial que o economista já ocupou no Executivo saído das eleições de 2008. Nunes Júnior é reputado como um competente tecnocrata com credibilidade internacional, sobretudo a nível das organizações de Bretton Woods. Consta que a sua indicação decorre também desse aspecto, numa altura em que se cogita a possibilidade de o país ter mesmo de se virar para o Fundo Monetário Internacional (FMI) no sentido de garantir assistência financeira. Geraldo Sachipengo Nunda deve deixar o Estado Maior General das FAA e ocupar o lugar deixado vago por João Lourenço.

Outras figuras também dadas como certas Hélder Vieiras Dias “Kopelipa” Carlos Maria Feijó, respectivamente para ministros de Estado da Casa de Segurança e da Casa Civil do Presidente da República. A Confirmar-se, seria o regresso à conivência de duas figuras que se conhecem bem dos gabinetes corredores do palácio presidencial, onde foram protagonistas de episódios nem sempre pacíficos entre ambos. Seriam, seguramente, os conselheiros mais próximos do chede de Estado.

Ambos dominam parte considerável dos dossiers políticos, económicos e jurídicos das duas últimas décadas da presidência de José Eduardo, sendo que a sua indicação teria, entretanto, o condão de vincar o carácter de continuidade do novo inclino do palácio da Cidade Alta. Entretanto, outras fontes asseguram que para essas posições deverão ser indigitados, respectivamente, Pedro Sebastião (deputado) e Rui Falcão Pinto de Andrade (actual governador de Benguela).

Edultrudes Costa, actual chefe da Secretaria do Presidente da República e antigo ministro de Estado e chefe da Casa Civil, é dado certo como chefe do Gabinete de João Lourenço, e Rui Mangueira como ministro das Relações Exteriores. Mantêm-se nos cargos Archer Mangueira (Finanças), Augusto da Silva Tomás (Transportes), Francisco Queirós (Geologia e Minas).No BNA, Valter Filipe. Na Assembleia Nacional Fernando da Piedade dos Santos ´Nando´ preserva o actual cargo, enquanto Samão Xirimbibi é dado como o chefe da bancada do MPLA.

Valor Económico

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up