Quinta, 18 de Julho de 2024
Follow Us

Quinta, 13 Junho 2024 12:05

Presidente da UNITA expressa “grande tristeza” pela morte do ex PM de Angola

O presidente da UNITA (oposição), Adalberto Costa Júnior, expressou “grande tristeza” pela morte do ex-primeiro-ministro angolano França Van-Dúnem referindo que África e Angola, em particular, perderam um “grande filho".

Numa mensagem de condolências, pela morte de Fernando José França Van-Dúnem, ocorrida na quarta-feira em Portugal, vítima de doença, o líder da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA, maior partido na oposição) destacou também o seu grande contributo na formação de quadros em direito.

“Com o seu passamento físico, o continente africano e o nosso país em particular, perde um grande filho que dedicou a sua vida a servi-lo”, escreveu o presidente da UNITA.

Adalberto Costa Júnior verga-se ainda perante a alma de França Van-Dúnem, ex-embaixador de Angola em Portugal, endereçando em seu nome e de todos os membros, militantes e simpatizantes da UNITA os mais profundos sentimentos de pesar à família enlutada.

O antigo primeiro-ministro angolano, deputado e ex-embaixador em Portugal Fernando José de França Van-Dúnem morreu na quarta-feira em Portugal, aos 89 anos.

França Van-Dúnem, nascido em 24 de agosto de 1934, foi primeiro-ministro de Angola por duas vezes, entre 1991 e 1992 e de 1996 a 1999, vice-ministro das Relações Exteriores e ministro da Justiça.

O antigo deputado da bancada parlamentar do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA, no poder desde 1975), presidiu à Assembleia Nacional (parlamento angolano) de 1992 a 1996.

Entre 1982 e 1986 foi embaixador de Angola em Portugal e Espanha, depois de ter desempenhado essas funções, entre 1979 e 1982, na Bélgica, Países Baixos e Comunidade Económica Europeia.

Foi também vice-presidente da União Africana e membro do Parlamento Africano e professor de Direito da Faculdade de Direito da Universidade Católica de Angola. 

Rate this item
(1 Vote)